Acusado de estuprar jovem após carona pelo Facebook é preso

O delegado da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), Elder Chagas Chaves, anunciou na tarde desta segunda-feira (14), que prendeu o suspeito de estuprar uma estudante, de 18 anos, que havia pedido carona em um grupo no Facebook.

De acordo com o delegado, o homem, de 31 anos foi preso nesta segunda. Chaves relata que receberam outras denúncias anônimas e que podem ser possíveis vítimas do homem.

Relembre o caso

No dia 4 de maio uma jovem disse à polícia que foi estuprada por um homem que lhe ofereceu carona. O caso foi registrado pela Polícia Militar de Chapecó.

A vítima, uma jovem de 18 anos, estuda em Concórdia e contou à polícia que faz parte de um grupo no Facebook chamado “Caronas Chapecó Região”. Na sexta-feira, ela teria solicitado no grupo se haveria alguém que iria para Chapecó nesse dia, então um integrante do grupo se ofereceu para dar carona e após chamou a vítima no Whatsapp, onde combinaram os horários.

De acordo com a PM, a jovem contou que o homem, de 31 anos, passou na sua casa e seguiram para Chapecó. Segundo o relato da estudante, quando estavam próximos da cidade, o homem teria desviado para uma estrada de chão, próximo à rodovia e ameaçou ela dizendo que a mataria se ela não fizesse sexo com ele.

O homem teria tomado o celular da jovem para que ela não ligasse para alguma pessoa. Após praticar o abuso, o suspeito devolveu o aparelho. A vítima contou à PM que o homem teria oferecido uma motocicleta, ou que ela repassasse uma conta para que ele depositasse um valor em dinheiro para que ela não contasse a ninguém.

Ainda segundo o relato da jovem, depois de tudo, o homem a deixou próximo à casa de seu namorado, já em Chapecó. Lá, a vítima ligou para a PM, por volta das 22h53 e informou a situação.

A jovem realizou o boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil em seguida, ela foi encaminhada ao Hospital Regional do Oeste (HRO) para atendimento. (ClicRDC)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.