Acusado de homicídio é condenado a mais de 16 anos de prisão, em Campos Novos

Campos Novos – Após aproximadamente 10h, o Tribunal do Júri da Comarca de Campos Novos, proferiu a sentença do julgamento popular de José Airton Candido de 41 anos. O réu foi condenado a 16 anos e 4 meses a princípio em regime fechado, por homicídio doloso qualificado. Foi absolvido da acusação de ocultação de cadáver da camponovense Ivanir Araújo, mas não do homicídio.

A sessão começou às 9h desta segunda-feira (10). A vitima tinha a época 42 anos. O crime ocorreu na metade de 2017. Desde lá, Ivanir nunca mais foi vista. Além da pena, o réu foi condenado a pagar indenização no valor de R$ 30 mil.

O caso veio à tona pelas redes sociais, quando familiares informaram sobre o desaparecimento da mulher. Passados alguns dias o fato foi comunicado a Polícia Civil de Campos Novos, quando a investigação efetivamente começou e apontou como principal suspeito José Airton Candido, 41 anos.

Ele foi preso preventivamente em 25 de agosto de 2017, e diante das evidências o Ministério Público de Campos Novos, por meio de Ação Penal Pública Incondicionada, atribuiu ao mesmo a prática de crime homicídio qualificado por motivo torpe e dissimulação. (Rádio Cultura)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.