Aeronave Arcanjo-4 do Corpo de Bombeiros não vai mais atuar no Oeste

A aeronave Arcanjo-4 do Corpo de Bombeiros deixou a base Oeste, em Chapecó, na quarta-feira, 29 de maio, rumo a Florianópolis. Ela não deve mais retornar a sede do município, por conta das alterações feitas pela Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES). Entretanto, a demanda da região continuará sendo atendida. Apesar dos esforços de políticos e de outras autoridades, com objetivo de assegurar a permanência da aeronave, o Arcanjo-4 decolou do Aeroporto Serafin Enoss Bertaso, às 10h35, desta quarta.

A mudança foi necessária, segundo o coordenador Médico do Grupo de Resposta Aérea de Urgência, Bruno Quércia Barros, devido à baixa da aeronave Arcanjo-2, no último mês, em Florianópolis, por período indeterminado. De quatro, passou para três. Segundo ele, o avião não estava mais em condição de uso, por conta da dificuldade de encontrar peças novas para a manutenção.

Com a baixa da aeronave, o Arcanjo-4 passou a ser utilizado também nas transferências do Litoral. Diante disso, o avião deixou de atuar sete dias em Chapecó, para se dividir com a demanda da Capital. Eram quatro dias da semana em Florianópolis e três no Oeste. “As atividades continuam sendo realizadas, porém, agora, com uma grande vantagem, não apenas do ponto logístico e operacional, por estar sete dias em Florianópolis, mas também do ponto de vista assistencial”, disse Bruno.

O coordenador enfatiza que a mudança não trará prejuízos para a população oestina. “A região Oeste não vai perder a aeronave. Ela permanece disponível para a região. O que acontece é que ela mudou de local. Assim vamos ter uma gama maior de atendimentos”, disse Bruno.  “Vamos aumentar em 50% a disponibilidade das nossas aeronaves”. Com isso, os investimentos que eram destinados para a 2 serão aplicados na 4.

Santa Catarina possui três aeronaves Arcanjo: dois aviões e um helicóptero. O trabalho é fruto de convênio entre a Secretaria Estadual de Saúde com o Corpo de Bombeiros Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os atendimentos realizados não se limitam a municípios ou regiões, mas a todo estado. “O atendimento das aeronaves tem âmbito estadual e até interestadual”, explica Bruno.

Novas mudanças 

Atualmente, Santa Catarina conta com uma demanda de 30 a 60 transferências por mês, uma média de dois a três atendimentos/dia. Também atende as oito centrais do Samu/SC. Com esses números, o coordenador explica que há necessidade de uma aeronave mais tecnológica, a fim de aumentar a qualificação dos transportes aeromédicos. Para isso, segundo Barros, a estratégia adotada para suprir a baixa da asa fixa e também melhorar os atendimentos, foi locar uma aeronave maior. “Foi lançado um edital de licitação. Até que a aeronave seja alugada, o Arcanjo-4 vai atuar nos transportes aeromédicos”, completou.

O coordenador disse que o Arcanjo do Oeste será utilizado na capital até início dos trabalhos da aeronave que será locada. Em seguida, ele deverá realizar apenas atividades terciárias em Santa Catarina. “Ela não vai ficar guardada no hangar. Ela será usada para o transporte de órgãos, mantimentos em situação de catástrofes, de tropas e outros fins”, contou.

Decisão

De acordo com o coordenador, a base Oeste possui três médicos e um enfermeiro. “Eles se dispuseram e nós conseguimos remanejar todos os integrantes da região para cá. Ninguém vai perder o emprego. Eles terão escala”, disse.

Em 2018, conforme Bruno, o Arcanjo-4 foi pouco utilizado, por conta das condições climáticas no Aeroporto do Município. Segundo ele, isso também somou na decisão para o remanejamento do avião. “Sabemos que Chapecó constantemente possui muita neblina que não permite voo de muitas aeronaves. Com ela sete dias em Florianópolis, nós aumentamos a disponibilidade”.

Base Oeste 

A base do Arcanjo-4 da região Oeste, foi inaugurada no dia 21 de junho de 2018,  no Aeroporto Serafin Enoss Bertaso. O avião era utilizado para o transporte de pacientes de um município a outro, além de outros trabalhos, conforme a urgência. A mudança oficial ocorre no dia 1 de junho, no entanto, como a aeronave cumpre escala em Florianópolis, nesta quarta-feira, ela decolou rumo ao litoral e não retorna mais para a base.

(ClicRDC)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.