Aprasc repudia liberação de agressor de PM em Jaraguá do Sul

Jaraguá do Sul – A Associação dos Praças do Estado (Aprasc) emitiu nota de repúdio contra a liberação de um motorista de Jaraguá do Sul, após audiência de custódia, que agrediu um policial militar na noite de sábado (14).

Uma filmagem mostra a agressão covarde do motorista contra o PM. O policial foi agredido com socos e desmaiou. Na queda, bateu a cabeça na viatura e ainda foi chutado no chão, já inconsciente.

O policial agredido sofreu traumatismo cranioencefálico e segue internado. Sua situação de saúde é considerada estável. A assessoria jurídica da Aprasc está atenta e à disposição do policial agredido.

“A Aprasc vem a público manifestar repúdio à liberação do motorista que agrediu um policial que estava simplesmente fazendo seu trabalho. É preciso endurecer as leis contra quem agride policiais. Fica a nossa solidariedade ao policial e ao 14º Batalhão da Polícia Militar, destacou o presidente da Aprasc, subtenente João Carlos Pawlick.

O caso

O fato ocorreu após uma viatura policial parar um veículo que realizava manobras bruscas em alta velocidade na rua Ferdinando Pradi, em Jaraguá do Sul. O motorista seria preso por dirigir embriagado e teria o veículo guinchado por não estar com a documentação em dia.

Em dado momento, ele reagiu e acertou o policial, que ainda foi chutado no chão. O outro policial fez uso de arma não letal, mas a ação não teve efeito. O homem tentou agredi-lo, até que o policial sacou o revólver e fez o motorista deitar no chão, sendo preso com a chegada de reforço. (Informações Diário do Iguaçu)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.