Argentina declara quarentena social até 31 de março

Brasil avalia cinco casos suspeitos de coronavírus Foto: EFE/Cidade de Kwangju

Segundo a medida anunciada pelo governo argentino, ninguém pode sair de casa. A medida vale da meia-noite desta quinta-feira (19) até às às 24h do dia 31 de março. As pessoas só poderão circular se for para irem às farmácias ou para comprar mantimentos em locais próximos às residências. .

O presidente Alberto Fernández se reuniu com governadores (alguns presentes e outros por videoconferência), e decidiu declarar o “isolamento total” de todos os cidadãos para evitar a expansão do coronavírus no país.

O Governo unificou as medidas para evitar que cada província adote uma alternativa diferente.

Quem for interceptado fora de casa vai responder por delito contra a saúde pública e poderá ser preso, além de ter o veículo apreendido. A polícia nacional estará fiscalizando as ruas.

Em entrevista coletiva, o Presidente da Argentina disse que todas as medidas serão tomadas, dentro do que a democracia permite. Mas o objetivo principal é manter a distância social para evitar a propagação do vírus.

O Presidente disse que confia no bom senso dos argentinos e pede que os argentinos respeitem a determinação para que se cuide da integridade de todos. “Nada tem sentido se os argentinos não fizerem a sua parte”, afirmou o presidente que disse que 70% dos casos foram registrados na região de Buenos Aires.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.