Bancos terão que alertar qualquer operação a partir de R$ 2 mil em dinheiro vivo

Marcos Santos | USP Imagens

O Banco Central alterou a atual regra que obriga os bancos a identificar e informar às autoridades quando um correntista realiza um depósito em espécie a partir de R$ 10 mil. Mas atenção, o BC não vai afrouxou a norma em vigor. Tornou-a mais rigorosa: agora os bancos terão que alertar o BC qualquer operação a partir de R$ 2 mil em dinheiro vivo.

Esta determinação consta do novo conjunto de regras editados pelo BC para combater lavagem e dinheiro e financiamento ao terrorismo. As normas foram publicadas hoje no Diário Oficial e terão que ser seguidas pelos bancos.

O conjunto de novas normas é extenso e detalhado, mas chama a atenção uma coincidência: o valor estipulado para que os bancos alertem o BC é de R$ 2 mil para operações em espécie. Para essas operações, as instituições deverão informar, “o nome e o respectivo número de inscrição no CPF do portador dos recursos”.

Dois mil reais é justamente o valor que constava de um relatório do ex-Coaf de dois anos atrás e que tinha como protagonista Fabricio Queiroz, o ex-faz tudo da família Bolsonaro. O relatório apontava que Queiroz fez 48 depósitos de R$ 2 mil reais na conta de Flavio Bolsonaro entre junho e julho de 2017.

A norma que obrigava os bancos a informarem às autoridades operações a partir de R$ 10 mil vigorava desde 2009. (Informações O Globo)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.