Bolsonaro: “A liberdade de expressão não sofrerá sanção”

(Brasília - DF, 03/12/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro.rFoto: Marcos Corrêa/PR

Nesta quinta-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que ficou chateado com o inquérito das Fake News e disse que ele “não tem base legal nenhuma. É inconstitucional”. A declaração foi dada durante uma transmissão ao vivo pelo Facebook.

Bolsonaro comentou a operação da Polícia Federal (PF) ocorrida ontem no inquérito das Fake News, do Supremo Tribunal Federal (STF). A ação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes. Os alvos foram diversos aliados de Bolsonaro, suspeitos de integrar uma rede de notícias falsas.

Ao voltar ao assunto em sua tradicional live de quinta-feira, o presidente rebateu acusações feitas contra ele e lembrou que tudo do que chamaram até agora foi o contrário.

– O assunto do momento é liberdade de expressão. Tudo que me acusam é exatamente o contrário. O ditador, que não respeita a mulher, que não respeita negro, que não respeita nordestino (…) Tudo que acusam cai por terra. Caiu por terra a questão do porteiro no caso Marielle. A questão da reunião ministerial iria ser uma bomba, uma bala de prata – explicou.

O presidente então chegou ao inquérito das Fake News e disse que o plenário vai decidir sobre a legalidade da investigação.

– A questão desse inquérito no Supremo Tribunal Federal, que teve um desfecho triste no dia de ontem, por duas vezes a [ex-procuradora-geral da República], senhora Raquel Dodge tentou arquivá-lo. Agora com o [procurador-geral da República] Augusto Aras, ele tomou a mesma providência. Caiu com o ministro Edson Fachin e ele distribuiu para o pleno decidir essa questão – apontou.

Para Bolsonaro, é preciso ser cauteloso ao analisar questão do tempo para não correr o risco de impor a censura no Brasil.

– Eu entendo que a questão da liberdade de imprensa e liberdade de expressão está contida em um dos pilares da democracia. Mostrei aqui uma série de matérias contra mim e não tomam providência (…) Eu sei que muita gente sofre com fake news. Da minha parte, eu mato no peito. Minha esposa pouco tem acesso a isso porque ela prefere não se envenenar nessas questões. É muita maldade, mas se você quiser botar um limite, não se sabe até onde vai essa linha. Ela pode vir muito próxima, e aí está imposta a censura no Brasil – ressaltou.

Ele então voltou a lembrar que o inquérito não possui base legal.

– A liberdade de expressão, que pese exageros, da minha parte não sofrerá nenhuma sanção. Agora estou chateado com o inquérito sim, respeitosamente a quem está fazendo, mas é um inquérito que não tem base legal nenhuma. É inconstitucional. Muita coisa errada está acontecendo. Se eu não me engano, está com milhares de páginas (…) Nessa ação de ontem quebraram sigilo fiscal do pessoal, tentando buscar saber se alguém recebe de alguém. De mim não recebem, até porque não tenho fonte de recursos para isso – destacou.

Por fim, o presidente falou sobre a necessidade da imprensa no país.

– Ontem foi um dia triste para todo mundo. Para todos que amam a liberdade de imprensa, todos aqueles que lutam para que o Brasil continue democrático. Você tem que ter imprensa, apesar de eu reclamar, e muito, da imprensa – concluiu.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.