Bolsonaro não dará subsídio à conta de luz de igrejas

O presidente Jair Bolsonaro revelou, nesta quarta-feira (15), que não dará subsídio para contas de luz de igrejas por enquanto. Ele divulgou sua decisão à imprensa após conversar com líderes evangélicos e com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

– Conversei com o Silas Câmara e com RR Soares sobre o tema e suspendi qualquer negociação desse tipo. Conversei com a equipe econômica e vimos que não faz parte da nossa política econômica – afirmou o presidente.

O deputado federal Silas Câmara (Republicanos-AM) e o missionário RR Soares, da Igreja Internacional da Graça, se encontraram para tratar sobre o tema e o presidente decidiu conversar com eles no carro, a caminho do encontro com o ministro.

Bolsonaro seguia para a reunião marcada com o ministro Bento Albuquerque sobre melhorias para o gás e combustível e aproveitou para falar com o governista também sobre subsídios.

Após os encontros, o presidente explicou que a proposta não faz parte da política econômica do governo e que sua equipe econômica o aconselhou. A medida reduziria valor cobrado aos templos nos horários de maior consumo, mas o Ministério da Economia deseja acabar com subsídios.

– Não tem negociação nessa área. O impacto da conta é mínimo, mas não faz parte da política econômica do meu governo – explicou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.