BRF afirma que cumpre normas e assegura qualidade de produtos

A BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, negou irregularidades em sua produção. A empresa é uma das investigadas pela Operação Carne Fraca, deflagrada nesta sexta-­feira (17) pela Polícia Federal. Em nota, a companhia diz que colabora com as autoridades “para esclarecimento dos fatos” e afirma cumprir todas as normas referentes à produção e comercialização de seus produtos.

“A BRF assegura a qualidade e segurança de seus produtos”, declara. Dois executivos da empresa foram presos na manhã desta sexta, suspeitos de envolvimento com o esquema. São eles Roney Nogueira dos Santos, gerente de relações institucionais e governamentais, e André Baldissera, diretor da BRF para o Centro-­Oeste.

A operação busca desarticular uma suposta organização criminosa liderada por fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura, que, com o pagamento de propina, facilitavam a produção de produtos adulterados, emitindo certificados sanitários sem fiscalização. Além da BRF, a PF investiga mais de 30 empresas suspeitas de envolvimento no esquema, entre elas a JBS. A companhia também negou irregularidades.

Leia a íntegra da nota da BRF:

A BRF informa que, em relação à operação da Polícia Federal realizada na manhã desta sexta­-feira, está colaborando com as autoridades para o esclarecimento dos fatos. A companhia reitera que cumpre as normas e regulamentos referentes à produção e comercialização de seus produtos, possui rigorosos processos e controles e não compactua com práticas ilícitas. A BRF assegura a qualidade e a segurança de seus produtos e garante que não há nenhum risco para seus consumidores, seja no Brasil ou nos mais de 150 países em que atua. (Com informações da Folha de SP)

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.