Câmara de Vereadores acata denúncia contra prefeito de Capinzal

Na noite desta terça-feira (26)aconteceu a última sessão do mês de fevereiro na Câmara de Vereadores de Capinzal. Segundo o presidente da câmara, Renato Marcelo Markus, o principal assunto desta sessão atípica, foi o pedido de investigação por suposta Infração Político-Administrativa contra o prefeito do município, Nilvo Dorini.

O pedido se deu em razão da contratação da empresa Construções Herval LTDA, que faria o conserto de calçadas, meio fio, calçamentos, bocas de lobo, entre outras atividades. A denúncia questiona a respeito da execução e fiscalização dos serviços. Além disso, também consta que foram gastos, entre 2017 e 2018, cerca R$ 400 mil com o pagamento do trabalho terceirizado.

Durante a sessão foi feita a leitura do pedido de investigação e aberta a discussão a respeito do caso. Em seguida, foi feita a votação para a abertura do processo e, por seis votos a três, ficou decido por dar prosseguimento ao caso. Foram favoráveis os vereadores: Bruno Michel Fávero (SD), Carlos Adriano Zocoli (PSDB), Kelvis Borges (PP), Rafael Tonial (PSB), Renato Markus (PR), Valmor de Vargas (PPS). Contrários: Alcidir Afonso Coronetti (MDB), Gilmar Junior da Silveira (DEM) e Lucas Dorini (MDB).

Após a votação, através de um sorteio, foi definida a comissão de investigação e processante que definiu o vereador Bruno Michel Fávero como presidente, Lucas Dorini como relator e Valmor de Vargas como membro.

O presidente Renato Markus explica que não se trata de um pedido de afastamento, “Quero deixar claro que não é um pedido de afastamento, é um pedido de investigação. A população pode ter acesso a toda a documentação, que está na câmara e é de livre acesso. Estamos fazendo tudo de forma transparente”.

(Publicado por: Bianca Demori)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.