Camerata Florianópolis fará apresentação em Capinzal no final do mês

Capinzal – A Camerata Florianópolis fará um concerto em Capinzal no final deste mês. A atração está agendada para o próximo dia 27 de setembro, com início às 20h no Centro Educacional Celso Farina. O evento será um “Tributo à Música Popular Brasileira”, viabilizado numa parceria entre Colégio Mater Dolorum, secretaria da Educação de Capinzal, Unoesc, governo do estado e Fundação Catarinense de Cultura (FCC). O evento será gratuito, mas os ingressos serão distribuídos, para melhor organização, a partir da semana que vem.

Conforme a diretora do Mater Dolorum, Giana Martins, os locais onde serão distribuídos os ingressos serão comunicados antecipadamente. Ela destaca que, por ser gratuito e a fim de facilitar a organização do Centro Educacional, haverá a distribuição dos bilhetes a partir da próxima semana.

Segundo Giana, o evento é um atrativo especial para Capinzal. A Camerata Florianópolis incluiu o município no roteiro que fará pelo Oeste e Meio-Oeste do estado.

Fundada em 1994 pelo maestro Jeferson Della Rocca a Camerata Florianópolis possui significativa participação e relevância na agenda cultural de Santa Catarina. A orquestra figura hoje entre os mais importantes grupos do gênero no Brasil e realiza neste ano de 2016 sua 23ª Temporada de Concertos. Tem como maestro titular Jeferson Della Rocca e, desde 1998, a produção executiva de Maria Elita Pereira.

Gravou doze CDs e um DVD, entre os quais: Clássicos com Energia, O Amante do Girassol (de Daniel Lobo), Tributo à Música Popular Brasileira, Edino Krieger (Prêmio Natura Musical), Santa Catarina (composições Alberto Heller e Kleber Alexandre), Música de Natal de Aldo e Edino Krieger, 250 Anos da Irmandade Senhor Jesus dos Passos e A Arte do Improviso “In Jazz”. Gravou trilhas para vídeos institucionais e para o filme Ensaio de Tânia Lamarca.

Além do repertório camerístico, que trouxe grande reconhecimento à orquestra, a Camerata Florianópolis vem se destacando nos últimos anos também pelo trabalho sinfônico, interpretando obras de peso como a integral das Sinfonias e Concertos para Piano e Violino de Beethoven, A Criação de Haydn, Concertos e Sinfonias de Mozart, bem como seu Requiem (numa das parcerias com o Polyphonia Khoros), Missas, Árias, Aberturas de ópera e diversos Concertos.

Paralelamente, estreou mais de trinta obras compostas e dedicadas especialmente para a orquestra (com destaque para o concerto Aurora Consurgens e a Sinfonia Terra de Alberto Heller), incentivando assim a composição erudita contemporânea brasileira. Do repertório operístico, participou da montagem das óperas Carmen de Bizet, Cavalleria Rusticana de Mascagni, A Flauta Mágica, As Bodas de Fígaro e O Empresário de Mozart, Rigoletto e La Traviata de Verdi, Elisir D’Amore de Donizzetti, La Serva Padrona de Pergolesi e O Barbeiro de Sevilha de Rossini.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.