Capinzalense participa de protesto em frente ao Congresso Nacional

Brasília – O policial militar aposentado Gilmar Filber, popularmente conhecido como “Tainha”, participou na tarde desta quarta-feira (24) em frente ao Congresso Nacional. O capinzalense engrossou o grupo de manifestantes que foram até a Capital Federal protestar contra o atual cenário político brasileiro e, principalmente, contra as reformas previdenciária e trabalhista proposta pelo presidente Michel Temer.

A Avenida das Bandeiras foi o limite para a chegada dos manifestantes. A Secretaria de Segurança e da Paz do Distrito Federal esclareceu que os participantes do protesto não poderiam chegar até a Praça dos Três Poderes e ficaram restritos ao quadrilátero da região da Esplanada dos Ministérios.

A Polícia Militar usou bombas de efeito moral para tentar conter uma confusão que ocorreu em frente ao Ministério da Justiça. A manifestação tinha por objetivo ser pacífica, mas um grupo pequeno de pessoas com rostos cobertos provocaram os policiais, jogando garrafas de água e pedaços de madeira contra os agentes e tentando furar a barreira colocada na Avenida das Bandeiras em frente ao Congresso.

Em reação, os policiais tiveram que usar até cassetetes. O policiamento foi reforçado no local. Lideranças do movimento pediram calma, orientaram todos a não provocar a polícia e gritavam “sem violência”.

Mais cedo, também houve uma pequena confusão entre policiais e manifestantes que não queriam passar pela revista.

Mais cedo, responsáveis pela segurança do Palácio do Planalto informaram que o protesto poderia chegar até a frente do Palácio do Planalto. Segundo a Secretaria de Segurança do DF, entretanto, no mês passado 48 órgãos do Distrito Federal, Congresso e governo assinaram um protocolo para “grandes protestos” e estabeleceram a delimitação do espaço.

Filber embarca na manhã desta quinta-feira de volta a Capinzal. Também participaram os subtenentes Lucas, Lourival Ramos e Pedroso.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.