Caso Echeley: Menina internada em Curitiba já respira sem ajuda de aparelhos; família mora na Barra do Leão

Capinzal – A menina Echeley Helena Molin, 5 anos, já respira sem a necessidade de aparelhos. Ela também saiu da UTI e encontra-se no quarto normal. A informação foi repassada pela mãe da criança, Claudinéia da Silva. A menina está internada há cerca de um mês no Hospital Pequeno Príncipe em Curitiba/PR. Diagnosticada por um médico de São Paulo como portadora de paralisia cerebral causada pela falta de oxigenação no cérebro, desde então a família que mora na comunidade da Barra do Leão, interior de Campos Novos, enfrenta uma batalha para ajudar a criança que passa por frequentes convulsões.

“ Ela saiu dos aparelhos, está bem. Respira sem aparelhos, graças a Deus”, comemora. A mãe ainda faz questão de agradecer às pessoas que ajudaram com doações em dinheiro para que Echeley pudesse fazer exames médicos, os quais o plano de saúde não cobria. O dinheiro não foi suficiente para todos os exames, mas permitiu que pudessem ser feitos os mais urgentes. “Faltou dois para fazer. Vamos deixar sem fazer”, explica.

Echeley enfrentava muitas convulsões e paradas respiratórias. Diante disso, parou de andar e falar. Os médicos analisam a possibilidade de uma cirurgia, cujo custo é estimado em R$ 43 mil. A intervenção seria, segundo o especialista de São Paulo, uma alternativa para a criança poder desenvolver a fala e a locomoção prejudicadas por conta do problema de saúde.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.