Categoria do Festival da Canção de Irani ainda causa polêmica

Nas últimas semanas o Festival da Canção de Irani, Fimusi, gerou polêmica no município e na região. Intérpretes usaram as redes sociais para questionar a falta da categoria Gospel na programação do festival, que vai acontecer entre os dias 06 e 08 de setembro. O assunto também foi parar no Legislativo e quatro vereadores encaminharam uma Moção de Repúdio ao Executivo e sugeriram que a categoria seja reinserida em 2019.

O projeto é dos vereadores Renato de Campos (PSD), Antônio Guareski (PSDB), Gilnei Pereira (PP) e Augustinho Leoratto (PSDB). “Nosso objetivo é que em 2019 a música Gospel volte à programação do Fimusi e que ela permita a participação de cantores de fora, pois nosso festival reúne muitos talentos, tanto de Irani como de outras regiões e isso o torna o maior evento do município”, comenta Guareski.

Ele destaca ainda, que no entendimento dos vereadores, a mudança deveria ser discutida com a população. “Não somos contra a realização de um dia só para o Gospel, mas acredito que não ficou bem explicado, pois cantores de fora tentaram se inscrever, com este estilo, na categoria popular, e não puderam”, relata. “Sei que uma reunião foi realizada com os pastores, mas por se tratar de um grande evento, era necessário ouvir mais sugestões, inclusive propus na última Sessão, uma audiência pública”, conta o vereador Antônio.

A Prefeitura emitiu nota e vídeo explicando a mudança no regulamento. Em entrevista à Rádio Aliança a diretora de Cultura Neiva Basso Zampieri relatou que a categoria da música Gospel não foi excluída e sim, realizada antes. Também argumentou que uma reunião com pastores e com o padre do município foi realizada antes da mudança e segundo ela, as sugestões foram aceitas. Neiva também comentou que a ideia foi permitir maior participação de cantores, que são de Irani, nesta categoria e falou ainda que as músicas são, na maioria, mais longas e que o evento se prolongava e chegava a entrar na madrugada. (Rádio Aliança)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.