Com bandeira do Brasil estendida na tribuna, vereador de Capinzal defende mobilização dos caminhoneiros

Capinzal – O vereador Bruno Michel Favero expressou sua insatisfação com o que ele considera como descaso com o brasileiro. Na tribuna da Câmara de Capinzal na sessão da noite desta terça-feira (22), Favero estendeu a bandeira do Brasil e desabafou sobre a situação enfrentada pela população do país nos dias atuais.

Durante o espaço reservado à palavra livre, o vereador apoiou abertamente a mobilização iniciada pelos caminhoneiros e que vem ganhando adesão gradativamente, inclusive dos agricultores.

Inconformado com a condução, pelos governantes, da política e da economia que, segundo Favero, “afogam” o cidadão, parabenizou pela coragem dos profissionais do volante que lutam pela redução da carga tributária, principalmente dos combustíveis que é majorada constantemente, o que encarece ainda mais o custo do transporte. Por fim, Favero afirmou que nesta quarta-feira (23) irá a Joaçaba levar mantimentos aos caminhoneiros que estão mobilizados às margens da BR-282, e sugeriu a elaboração de um documento de repúdio, em nome do Legislativo, para que chegue ao conhecimento dos políticos que atuam em Brasília.

Confira o teor do pronunciamento:

Subo nesta tribuna da Casa Legislativa, com alegria, mas também com tristeza. O que eu vou me reportar na minha fala, senhores, é o apoio aos caminhoneiros deste Brasil que com a coragem e o peito aberto estão nas estradas catarinenses, brasileiras, fazendo o papel de cidadão, sem medo da polícia, sem medo do judiciário, enfrentando essa máfia que está em Brasília, fazendo o quê com nós. Preço do diesel abusivo, falava com um caminhoneiro hoje de tarde, não tem mais condição de trabalho pessoal. Onde é que estão os governantes para honrar essa bandeira brasileira. Foram eleitos por nós, com meu voto, com dos senhores, o voto dos capinzalenses, dos ourenses, dos ipirenses, piratubenses, enfim, da nossa região também, senão eles não estavam lá. Onde é que está a moral deles, onde que está? Pra votar o que está acontecendo no Brasil, fizeram refinaria superfaturada, navios-sondas superfaturados, complexo petroquímico superfaturado, quem está pagando o preço agora, pergunto aos senhores. A população, os trabalhadores da Estrada, os caminhoneiros, os viajantes, os representantes comerciais e também a população em geral, que a gasolina bate recordes. Então, fica aqui a reflexão. Eu quero agradecer, também, já de antemão, o Alison Savaris, da SAS, estamos juntos. Amanhã, eu como cidadão e como empresário vou levar mantimentos a Joaçaba para esses caminhoneiros que merecem o nosso respeito. Estão fazendo o que nós deveríamos fazer, de repente. Botar a mão na consciência, e parar o Brasil, para esses políticos que estão em Brasília ver que eles não têm poder sem o povo, por que quem gera riqueza é o povo. Também soube agora de tarde que os agricultores estão entrando na luta, botando suas máquinas lá na BR, parabéns para os agricultores, classe unida, mostrando a força da agricultura, hoje de tarde escutava um agricultor falar, sem a nossa produção não tem alimentação, não tem janta, não tem. Sem o transporte não chega a comida na mesa do brasileiro, essa é a verdade dos fatos senhores. Eu sugiro aqui, senhores, um documento de repúdio dessa Casa Legislativa, ao governo federal e que nós, mais uma vez, vamos dar um passo a frente de união de esforços aqui, são sete partidos políticos, um documento de repúdio a esse abuso que está acontecendo no Brasil no preço da gasolina, do diesel, desse descaso, dessa classe dos caminhoneiros, com a classe do agricultor, por que não é só o caminhoneiro que usa diesel, produtor usa diesel para plantar lá no interior, ou ele vai plantar com a máquina como, com água? Outra, de onde é que acha que chega a mercadoria nas cidades, através das estradas, se não nós não teríamos a mercadoria, equipamento, alimentação e etc. Fica a reflexão e, senhores governantes, honrem essa bandeira do Brasil deste país abençoado por Deus, que aqui tem tudo, e que Deus, bote a mão sobre esses governantes”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.