Requerimento que proíbe celular em sessões será apreciado pela CCJ

Capinzal – Entrou novamente em pauta na Câmara de Vereadores de Capinzal o requerimento de autoria do vereador Carlos Adriano Zocoli (PSDB) que prevê a proibição do uso de aparelho de telefone celular pelos vereadores e funcionários do Legislativo durante as sessões legislativas às terças-feiras.

O texto provocou grande polêmica na sessão do último dia 11 e por solicitação do proponente, foi retirado de pauta após reunião das bancadas de situação e oposição. Havia a expectativa de que o texto seria alterado, mas Zocoli anunciou em plenário que permanecia na forma em que foi apresentado.

Por solicitação da Mesa Diretora, a assessora jurídica Bianca Fontana utilizou a tribuna para ler o parecer sobre o requerimento. Ela entende que o requerimento não é a forma adequada para a alteração e ressaltou que, a medida, compete conforme o regimento interno da Câmara, somente ao presidente do Legislativo, Gilmar Junior da Silveira (PSD).

Mesmo com o parecer contrário, Zocoli requereu a permanência do pedido em pauta, sendo que foi encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara para análise e parecer.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.