Condutor de carro que bateu em ônibus de Capinzal resultando em duas mortes é denunciado por homicídio

Lacerdópolis – O Ministério Público denunciou o condutor do automóvel que se envolveu em acidente que resultou em dois mortos e dois feridos na SC-150 em Lacerdópolis no ano passado. O processo tramita no Poder Judiciário da comarca de Capinzal. Paulo Roberto dos Santos, 28 anos, era o condutor do veículo Gol com placas de Lacerdópolis que colidiu contra um ônibus com placas de Capinzal no km 95,2 da rodovia, a três quilômetros do centro de Lacerdópolis. O acidente ocorreu por volta das 22h30min do dia 21 de maio de 2016.

A Polícia Militar Rodoviária de Ibicaré constatou que Santos não possuía carteira de habilitação e dirigia sob efeito de álcool. Ele apresentava sinais de embriaguez e, realizado teste do bafômetro apontou 0,78 mg/l de ar expelido (valor considerado).

No acidente morreu instantaneamente o carona Alexandre da Silva, 22 anos. O corpo ficou preso às ferragens. André Luiz Ribeiro, 25 anos, morreu no dia 8 de junho no Hospital Universitário Santa Terezinha devido a uma parada cardiorrespiratória. Outras duas pessoas – Cenair Antonio Padilha e Roseli Piovesan – ocupantes do coletivo ficaram feridas. O acidente mobilizou bombeiros, SAMU, Polícia Militar e Polícia Militar Rodoviária. O trânsito ficou bloqueado por cerca de uma hora.

O Ministério Público deixou de oferecer denúncia em relação ao motorista do ônibus da empresa Vantur por entender, com base na apuração do inquérito policial, que ele tentou evitar o acidente e cujo teste de bafômetro deu negativo. A PMR constatou que o Gol invadiu a pista contrária e que o Luz ainda tentou evitar o choque. “Deixo de oferecer denúncia em relação a Vandecir Jorge de Oliveira Luz, uma vez que não há nos autos elementos probatórios que indiquem a sua responsabilidade no evento danoso”, aponta trecho do MP.

A denúncia do MP contra Paulo Roberto dos Santos é por homicídio (duas vezes) com dolo eventual. O MP pede ainda que Santos seja levado a julgamento pelo tribunal popular do júri.  “Assim agindo, o denunciado PAULO ROBERTO DOS SANTOS infringiu o preceito primário do art.121, caput, do Código Penal, por duas vezes, na forma do art.70 do CP, razão pela qual requer o Ministério Público seja a presente denúncia recebida e, após a citação do denunciado e a transposição dos demais trâmites legais, com a oitiva das testemunhas arroladas, seja julgada admissível, submetendo-se o denunciado a julgamento pelo Tribunal do Júri, até final condenação”, destacou a promotora Karla Bárdio Meirelles.

Em depoimento Santos teria admitido a ingestão de álcool antes de dirigir. Ele seguia com destino a Joaçaba quando numa curva perdeu o controle da direção vindo a bater no ônibus que retornava de viagem ao Paraguai com 25 passageiros.  A denúncia agora será analisada pelo juiz da 2ª Vara da comarca de Capinzal. Caso seja aceita pela Justiça ele passa a figurar como réu no processo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.