Coronavírus: Receita do Estado pode cair R$ 1,2 bilhão, diz governador

Estado  – Ao mesmo tempo em que mantém foco nos dados sobre o atendimento à saúde, o governo catarinense monitora e faz projeções sobre como ficará a arrecadação do Estado. Tanto na entrevista coletiva da manhã deste sábado, quanto na do final da tarde de sexta-feira o governador Carlos Moisés da Silva falou que a Secretaria de Estado da Fazenda já projeta queda de arrecadação de R$ R$ 1,2 bilhão em função dos impactos do coronavírus na economia.

Segundo a Fazenda, essa retração é estimada para abril e maio. Sobre os setores mais atingidos, a pasta diz que terá essa informação somente mais adiante.

Dá para deduzir que setores como a agricultura, agroindústria e demais atividades envolvidas com alimentos terão menos variações na arrecadação. No caso dos combustíveis, principal fonte de ICMS do Estado, a retração maior será do consumo de gasolina pelos veículos de passeio, embora os demais também terão queda porque parte da produção está parada. A venda de combustíveis e derivados responde por quase 20% do total de ICMS arrecadado em SC.

No ano passado, a receita tributária própria de Santa Catarina, considerando ICMS, IPVA e ITCMD (imposto sobre herança) ficou um pouco acima R$ 26 bilhões, o que significou uma média mensal um pouco acima de R$ 2 bilhões. (Estela Benetti/NSC)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.