Correios afastam funcionário que fotografou partes íntimas de mulheres

Jaraguá do Sul – Os Correios confirmaram que o suspeito de registrar partes íntimas de mulheres em um supermercado de Jaraguá do Sul é um funcionário e foi afastado. Ele trabalhava no Centro de Distribuição Domiciliar da cidade. Segundo a nota dos Correios, o funcionário deve sofrer sanções administrativas, que não foram especificadas. A Polícia Civil investiga o homem.

Câmeras de monitoramento de segurança flagraram o momento em que ele faz um movimento para fotografar por baixo da roupa de uma cliente do supermercado, que não percebe a ação. Por conta dos indícios, foram cumpridos em 30 de abril um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito.

Os Correios também disseram por nota que “seus empregados são orientados a seguir um código de conduta ética de forma a prestar um bom serviço à sociedade além de respeitar todas as pessoas – sejam clientes ou não”.

Investigação

Na casa do suspeito, a Polícia Civil apreendeu dispositivos de informática e de armazenamento de dados. A investigação quer verificar se houve compartilhamento delas, o que configuraria delito mais grave. Os materiais apreendidos foram encaminhados para perícia.

Conforme a delegada, a princípio o homem deve responder por registro não autorizado da intimidade sexual. As informações são do G1.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.