Correios entra na lista de privatização do governo Bolsonaro

Brasil – A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) entrou na lista de privatização do governo federal, informa o G1.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, já autorizou os procedimentos para a privatização da estatal.

Para o governo, o modelo de negócios da empresa está ultrapassado, porém, há alto valor estratégico na estatal.

Em entrevista a GloboNews na noite de quarta-feira (17), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro havia incluído uma nova empresa no programa de privatização.

Durante a corrida pelo Planalto no ano de 2018, o presidente Jair Bolsonaro havia citado a possibilidade da venda da estatal, caso fosse eleito.

Segundo fontes, o ministro das Comunicações, Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, que resistia à ideia de privatização da estatal – que é subordinada ao ministério que comanda – já está sensível a ideia da privatização.

As informações são de Cristiana Lôbo, do G1.

1 Comentário

  1. Já vai tarde, muito tarde! Hoje, 19 de abril, ainda não recebi a fatura de meu cartão de crédito que venceu dia primeiro. Já são 19 dias de atraso. Todos os meses dependo de ligar, pegar o valor e o código de barras e passar para uma pessoa da família pagar porque só tenho conta salário em banco. Outras faturas seguem o mesmo ritmo, inclusive a de meus vizinhos, em Joaçaba – SC. Está uma calamidade. Uma encomenda ficou 4 dias parada em Palhoça, onde há a sede do correio em SC. Privatizar já e nunca mais chances para mensalão naquele órgão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.