Criança morta em Xanxerê tinha um dos pés em ‘carne viva’, segundo bombeiro que atendeu ocorrência

Foto: Divulgação

Xanxerê – “A criança já estava sem os sinais vitais e com parada cardiorrespiratória. Os bombeiros tentaram reanimá-la e a encaminharam ao hospital. A criança apresentava uma queimadura num dos pés, que estava em carne viva”. O relato é do cabo Felipe Corrêa, do Corpo de Bombeiros de Xanxerê, após o atendimento de uma ocorrência em que uma bebê de nove meses morreu nesta quinta-feira, dia 14, no próprio município.

A mãe da menina, uma adolescente de 17 anos, foi apreendida e já teve o internamento decretado pela Justiça. Além de queimaduras nos pés, mãos e orelhas, ainda segundo o bombeiro, a vítima tinha hematomas, sinais de aprofundamento de crânio e cicatrizes. “Como era indício de maus-tratos, nós chamamos o Conselho Tutelar e a Polícia Militar”, completou Corrêa.

A Polícia Civil de Xanxerê investiga a morte da bebê. Além da menina, o irmão, que tem três anos, foi encontrado com sinais de maus-tratos. O menino foi levado ao hospital. O pai também é investigado no caso, já que a bebê falecida e a criança de três anos moravam com o casal no Bairro Vila Sésamo em Xanxerê.

Inicialmente, os bombeiros foram chamados para atender um bebê com parada respiratória, mas quando chegaram ao local, a menina já tinha morrido, conforme o delegado responsável pelo caso, Danilo Fernandes.

A mãe foi levada para a delegacia, onde foi ouvida pelo delegado. “Em alguns momentos, ela assume que teria agredido as crianças. Em outros, não”, disse Fernandes.

Ele não soube informar a idade do companheiro da mãe das crianças, mas afirmou que é um adulto. A polícia procurou por ele, mas o homem ainda não foi encontrado.

O menino de três anos ficará aos cuidados do Conselho Tutelar. (Com informações do NSC)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.