Criminosos aplicam golpe de quase R$ 100 mil em Apae catarinense

Entidade fica em Siderópolis (Foto: Divulgação)

Um golpe aplicado por telefone lesou em quase R$ 100 mil a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Siderópolis, no Sul de Santa Catarina. Foi aberto um inquérito para apurar o crime, e funcionários da associação foram ouvidos para dar detalhes de como tudo ocorreu. Segundo a Polícia Civil, uma pessoa entrou em contato se passando por um funcionário de banco, e conseguiu as informações da conta.

Segundo o agente da Polícia Civil, Cláudio Nunes, a entidade foi vítima de um golpe telefônico. O criminoso se passou por um funcionário da TI (tecnologia da informação) do banco, repassou várias informações como se conhecesse a entidade e citou, inclusive, nome de pessoas que atuam no local. A pessoa que atendeu ao telefone acabou repassando dados de acesso à conta, de onde foram transferidos quase R$ 100 mil.

Conforme informações da Polícia Civil, o que se sabe é que esse valor foi enviado para uma conta pessoa jurídica no Distrito Federal. O caso ocorreu na terça-feira, dia 11, e responsáveis pela APAE registraram boletim de ocorrência no dia seguinte. O banco também será notificado para ajudar na identificação do destinatário.

Por telefone, a Associação informou que prefere não se pronunciar sobre o assunto. Nas redes sociais, eles informaram que foram vítimas do golpe, e receberam mensagens de apoio. Na publicação, ela confirmaram que todo o saldo da conta, inclusive um valor de emenda parlamentar que já havia sido depositado, foram furtados pelos criminosos. (Com informações do Diário Catarinense)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.