Deficientes visuais participam de colheita de mirtilo em Itá, no Oeste catarinense

Itá – Um grupo formado por 20 pessoas com deficiência visual viajou de Curitiba (PR) e São Paulo (SP) para conhecer um pomar de mirtilo em Itá, no Oeste catarinense. Os turistas participaram da colheita da pequena fruta, que está em crescimento no mercado agropecuário e também é tema de festa no município.

A colheita é feita de forma manual, com avaliação da textura e da cor. Os visitantes tiveram a oportunidade de apanhar as frutas e também receberam explicações dos responsáveis pela plantação.

“O mirtilo é uma fruta de origem norte-americana, conhecida como a fruta da longevidade. É uma frutinha pequena, mas cheia de antioxidantes naturais. O mirtilo tem uma sensibilidade muito grande na colheita”, explicou o agricultor Gleison Minella.

O turismo para cegos e pessoas com baixa visão precisa de roteiros detalhados, que envolve uma série de preocupações que envolve a inclusão e a integração no local da visita. Um dos projetos que envolve o processo é o “Ampliando Horizontes”, da designer de turismo sensorial Audmara Veronese.

“Toda preocupação do roteiro está em tornar a pessoa com deficiência visual o protagonismo na viagem”, disse.

Para o massoterapeuta Geons Galdino a experiência foi de novos aprendizados.

“Acho muito importante esse envolvimento com outras culturas, com outras pessoas, levando essa troca, essa informação de que o deficiente visual pode participar de outras coisas, como passeios”, afirmou. (Informações do G1)

Resultado de imagem para Deficientes visuais participam de colheita de mirtilo no Oeste de SC

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.