Deputado Éder Mauro vai ao Conselho de Ética após agressão de Maria do Rosário

Brasília – Após ser vítima de uma agressão da deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), o também deputado Delegado Éder Mauro (PSD-PA) informou que irá acionar o Conselho de Ética da Câmara contra a parlamentar.

Em sua conta do Twitter, Éder disse que a ação é apoiada por todos os seus colegas de partido.

– Com o apoio de todos os 37 deputados do meu partido (PSD). Decidimos representar contra a deputada Maria do Rosario (PT), por quebra de decoro, no episódio que ela simulou uma agressão de minha parte – escreveu.

Caso a denúncia avance na Comissão, Maria do Rosário pode ser advertida ou até perder o mandato.

EMPURRÕES
Na última quarta-feira (15), durante uma sessão na Câmara dos Deputados, Maria do Rosário se alterou com alguns parlamentares e deu dois empurrões nos deputados Julian Lemos (PSL-PB) e Delegado Éder Mauro (PSD-PA).

O vídeo do momento das agressões foi divulgado pelo primeiro, que registrava a confusão na sessão. É possível ver que nenhum dos dois conversava com Maria do Rosário no momento em que ela se altera. Ela aparece ao fundo da gravação conversando com alguns colegas e depois vai em direção aos dois e os empurra.

– Teatro ao vivo! A verdadeira face de Maria do Rosário. Ela esbarra em mim, no deputado Delegado Éder Mauro e em outros deputados e se faz de vítima, o desequilíbrio em pessoa – declarou Lemos.

No final, a petista manda os parlamentares revoltados calarem a boca e alega ter sido empurrada. Ela vai para um dos assentos da casa enquanto os presentes a chamam de “maluca” e “doente”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.