Desde o início da Operação Verão, 31 mortes por afogamento foram registradas em SC

Casos no início do verão despertam preocupação para o restante da temporada(Foto: Cristiano Estrela, arquivo)

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) divulgou na manhã desta terça-feira, dia 21, um balanço da Operação Verão 2019/2020, referente a 12 de dezembro até 19 de janeiro. Durante este período, foram registradas 31 mortes por afogamentos, sendo 20 em água doce e 11 em água salgada.

De acordo com o órgão, todas as ocorrências em água doce aconteceram em locais desguarnecidos de guarda-vidas. Já as fatalidades em água salgada, nove ocorreram em locais descobertos e apenas duas em áreas protegidas. A idade média das vítimas é de 28 anos sendo 30 homens e uma mulher.

O número de mortes é igual ao mesmo período da temporada anterior da Operação Verão. Ainda segundo o balanço, nove afogamentos seguidos de morte estão sob investigação e três aconteceram em áreas privativas.

No último domingo, um adolescente de 17 anos de idade morreu afogado na Lagoa dos Esteves, em Balneário Rincão, ao tentar salvar um amigo de 18 anos, que foi socorrido por uma outra pessoa e passa bem.

Aumentou o número de salvamentos

O dado oferecido pelo CBMSC também observa que o Batalhão de Operações Aéreas (BOA), por meio das aeronaves Arcanjos, atendeu 54% a mais de ocorrências no período. Ainda houve um aumento de 16% nos salvamentos e 7% nos resgates. “Mostrando que o CBMSC intensificou suas atividades preventivas e de atendimento, porém, cabe ao banhista ter o cuidado de aproveitar as áreas de lazer aquáticas com segurança, seguindo as orientações preventivas”, diz o órgão.

Outro dado que consta no relatório diz respeito ao Projeto Golfinho, que já formou 56% a mais de crianças que no ano passado. (Informações Engeplus)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.