Dia da Família na Escola acontece no próximo sábado em escolas de Santa Catarina

SC – No Brasil, 46% dos pais e responsáveis por crianças em idade escolar dizem não dedicar tempo suficiente com a educação dos filhos. É isso o que mostra uma pesquisa da ONG global de educação Varkey Foundation feita em parceria com o Instituto Ipsos com 27 mil pais de estudantes de 4 a 18 anos em 29 países. Um dos estímulos para que essa realidade mude gradativamente vem por meio da lei proposta pelo Movimento Santa Catarina pela Educação que estabelece o Dia da Família na Escola. Este ano, ele será no próximo dia 7 de abril, sábado, e vai propor uma reflexão sobre a importância do apoio da família na construção do projeto de vida pelos estudantes, ainda mais considerando os desafios do mundo do trabalho em constante transformação.

Todas as escolas municipais e estaduais, além da rede escolar da Fiesc (Sesi e Senai), Fecomércio (Sesc e Senai), Faesc (Senar) e Fetrancesc (Sest e Senat), estão mobilizadas para promover ações educativas e recreativas alusivas ao tema. Entre as atividades que serão promovidas estão palestras com especialistas sobre projeto de vida e escolha profissional, ações de estímulo à leitura e oficinas de brincadeiras tradicionais.

Dia da Família na Escola
A proposta da criação do Dia da Família na Escola, que chega a seu segundo ano, surgiu da Campanha Pais pela Educação, lançada pelo Movimento SC pela Educação em 2014. Um dos estímulos é uma pesquisa do Instituto Ayrton Senna, em parceria com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), segundo a qual os estudantes que recebem apoio e atenção dos pais na sua vida escolar estão, em média, quatro meses à frente no aprendizado em comparação com os que não recebem essa atenção.

O Movimento SC pela Educação
Criado em 2012 como uma iniciativa da indústria, com o apoio das federações dos trabalhadores, o Movimento ganhou a adesão do comércio (Fecomércio-SC), da agricultura (Faesc) e dos transportes (Fetrancesc) e passou a se chamar em 2016 Movimento Santa Catarina pela Educação. A iniciativa tem apoio ainda de instituições públicas, como a Secretaria de Estado da Educação e a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-SC). Seus principais desafios são proporcionar a todos os trabalhadores catarinenses a escolaridade básica completa até 2024 e formação profissional e tecnológica compatível com a função, com foco na educação para o mundo do trabalho e na articulação e influência social na educação de Santa Catarina. (SED)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.