DIVE orienta ampliação do público-alvo para vacinação contra a gripe

Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) orienta aos municípios catarinenses que ainda têm vacinas em postos de saúde que ampliem o público-alvo para dar conta das doses restantes. Com isso, além do grupo já definido como prioritário, a vacina poderá ser aplicada a crianças de 5 a 9 anos e adultos de 50 a 59 anos.

A maioria dos municípios do estado encerrou a campanha de vacinação na última sexta-feira (8), conforme orientação da Secretaria Estadual de Saúde. Entretanto, a campanha nacional de vacinação vai até a próxima sexta-feira (15), calendário que Florianópolis optou por seguir.

Até esta segunda-feira (11), a imunização no estado atingiu 83,38% do grupo prioritário inicial: crianças de seis meses até 5 anos de idade, gestantes, mulheres que acabaram de dar à luz, trabalhadores da area de saúde, professores e indígenas.

Conforme a Dive-SC, os grupos que menos foram ao posto de saúde foram os das crianças, (65,92% da meta), e as gestantes (64,51%). Os idosos foram os mais imunizados: 96,10% do público total. Entre os que têm comorbidades, 353.389 se vacinaram.

Até esta segunda-feira, 229 mil pessoas do público-alvo não buscaram a imunização. Com isso, estão sobrando unidades em postos de todo o estado.

Ampliação

Com o encerramento da campanha, a recomendação das salas de vacinas é seguir buscando os grupos prioritários, para alcançar a meta de 90%.

Depois, disponibilizar a segunda dose para as crianças de 6 meses a 5 anos de idade. Na sequência, podem ser imunizadas crianças de 5 a 9 anos e adultos de 50 a 59 anos de idade.

Municípios

Cada município é responsável por fazer a gestão das suas vacinas. A região com menor cobertura vacinal do público-alvo foi Lages, com 73,68% do público-alvo, seguido por Mafra, com 77,79% do grupo prioritário.

Tubarão foi a região de maior cobertura, 96,67 %, e na sequência Braço do Norte, com 93,91%. Na região da Grande Florianópolis, a cobertura chegou a 79,15%.

Em Lages, na Serra catarinense, 9 mil doses chegaram na sexta-feira (8). Ao todo, 5 mil doses serão disponibilizadas para as crianças do grupo de risco que ainda não se vacinaram. O restante das doses poderá ser dividida com os demais grupo.

Em São José, na Grande Florianópolis, o município está consolidando as doses para atender os menores de dois anos. Depois, será aberto para outros públicos.

Em Cricíuma, no Sul catarinense, os postos de saúde ainda estão fazendo um levantamento de vacinas que sobraram. Entrentanto, também serão priorizados recém-nascidos dos próximos dias e grávidas. Então, será feita a vacinação para crianças de 5 a 9 anos e maiores de 50 anos.

Em Tubarão, também no Sul, crianças de 5 a 9 e adultos de 50 a 59 serão imunizados com as doses que sobraram. (G1)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.