Dnit tem até fevereiro para prorrogar contrato que permite funcionamento de radares em rodovias federais

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) ganhou tempo para poder concluir a nova prorrogação dos contratos, que permitem o funcionamento dos radares das rodovias federais. Nos últimos dias de 2017, foi publicado no Diário Oficial da União um despacho que declara situação de emergência no serviço de fiscalização de controle de velocidade.

Para evitar um novo desligamento dos radares, a autarquia poderá assinar o novo contrato e publicar a prorrogação até o dia 25 de fevereiro. O último contrato em vigor encerrou-se na quarta-feira (3).

A prorrogação é necessária por causa da impossibilidade de conclusão da nova concorrência do serviço de fiscalização eletrônica. A disputa foi lançada em maio de 2016 e já foi interrompida e reaberta ao menos quatro vezes devido a ações na Justiça. A empresa Kopp Tecnologia tem vínculo com o Dnit no Rio Grande do Sul desde 2010 e o contrato já foi prorrogado três vezes.

Os radares das rodovias federais do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina voltaram a multar depois de 40 dias desligados. Os controladores deixaram de registrar infrações no dia 11 de novembro por falta de dinheiro para pagar o aluguel dos equipamentos. Os pardais foram religados no dia 21.

Em Santa Catarina, os radares controlam 118 faixas de tráfego. No Rio Grande do Sul são 123 faixas monitoradas. (Fonte: Jocimar Farina/Rádio Gaúcha)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.