Dois acusados de homicídio são julgados nesta quinta em Capinzal

Capinzal – Dois dos acusados pelo homicídio de Cidy Amaral da Costa, 26 anos, estão sendo julgados na Câmara de Vereadores de Capinzal nesta quita-feira (01). Nos bancos dos réus estão Marcelo Mauri de Mattos e Fernando Silva Teixeira. O terceiro acusado, Ian Miguel da Silva, teve o processo desmembrado pela Justiça.

Cidy Amaral da Costa foi encontrado morto na tarde do dia 27 de junho de 2016 em uma casa na Rua Nereu Ramos, centro de Capinzal. Conforme a denúncia do Ministério Público, o homicídio teria ocorrido porque a vítima teria furtado algumas pedras de crack e uma quantia em dinheiro de Fernando Teixeira.

Conforme consta no processo, Fernando teria oferecido duas pedras de crack ao adolescente para atrair Cidy ao local do crime. Marcelo, armado com uma barra de ferro desferiu um golpe pelas costas contra a cabeça da vítima que caiu no chão. Em seguida Ian, Marcelo e Fernando teriam desferido diversos chutes, socos e pontapés na vítima. Posteriormente, Fernando teria desferido vários golpes com a barra de ferro.

Por fim, Marcelo, de posse de uma faca ainda teria golpeado Cidy no tórax. As agressões físicas teriam continuado até que a vítima não resistiu. O trio está preso desde o dia 28 de junho no presídio regional de Joaçaba. Um adolescente foi apreendido no dia 5 de julho. Cidy Amaral da Costa era do Rio de Janeiro. Segundo familiares ele estava há cerca de três meses em Capinzal. O homem estaria morto há mais de três dias no local onde foi encontrado.

Os suspeitos teriam atraído a vítima através do oferecimento de droga, executado Costa e deixado o local, retornando mais tarde para limpar a cena do crime. O Tribunal de Justiça de Santa Catarina negou apelação em favor do adolescente de 15 anos envolvido no crime.

O adolescente recebeu medida socioeducativa de internação pelo período de três anos. Ele está recolhido ao CASEP de Joaçaba desde o dia 5 de julho do ano passado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.