Dois casos de violência doméstica registrados pela Polícia Militar de Capinzal

Capinzal – Por volta das 11h15min desta sábado (09) a Polícia Militar foi acionada para ir até a Rua Alcir Silva, Loteamento Maximiliano Toaldo em Capinzal, para atender ocorrência de ameaça e injúria. No local se fazia presente somente a vítima, J.R., que relatou que estava passando na rua quando um homem, segundo ela sem motivos, começou a lhe ofender com palavras de baixo calão, além de ameaçar-lhe de morte, dizendo que iria dar um tiro de 22. Diante do fato a guarnição confeccionou o boletim de ocorrência e realizou rondas nas proximidades na tentativa de localizar o indivíduo, porém, não o suspeito não foi localizado.

Por volta das 13h30min, em razão de ocorrência de violência doméstica, a guarnição foi até a Vila Sete de Julho em Capinzal onde se encontrava a vítima que relatou para aos policiais que pela parte da manhã, quando estava indo trabalhar, sofreu ameaças de seu marido. Também foi explanado que ao retornar para casa, após o meio-dia, encontrou o marido embriagado, sendo que ele não a deixou entrar na residência e lhe ameaçou de morte, porém, após chamar a polícia o homem se evadiu do local. Diante dos fatos a guarnição confeccionou o boletim de ocorrência e orientou a vítima.

Por volta das 13h45min a PM foi acionada para averiguar uma possível perturbação do sossego ou trabalho alheio no Loteamento Novo Horizonte, em Capinzal, porém, nada de irregular foi encontrado no local, além de não haver manifestações por parte dos moradores.

Por volta das 15h30min, a PM foi acionada até o Acesso Cidade Alta, bairro São Cristóvão em Capinzal, para atender ocorrência de violência doméstica, cujo autor estava embriagado e alterado, ameaçando a esposa. No local foi conversado com a vítima que relatou que seu marido chegou em casa embriagado e queria a chave do carro para sair, que ao se recusar a entregar a chave devido seu estado de embriaguez, o homem teria se alterado, lhe ameaçando de que se não entregasse a iria quebrar tudo e matá-la.  Diante do fato a guarnição confeccionou o boletim de ocorrência e orientou a vítima.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.