Dorini comparece à Câmara de Vereadores e retira intimação de Comissão Investigava

Capinzal – O prefeito de Capinzal, Nilvo Dorini, foi pessoalmente à Câmara de Vereadores na manhã desta quarta-feira (06) para receber a intimação da Comissão de Investigação por suposta Infração Político-Administrativa instalada pelos vereadores na sessão do último dia 26. O pedido se deu em razão da contratação da empresa Construções Herval LTDA, que faria o conserto de calçadas, meio-fio, calçamentos, bocas de lobo, entre outras atividades. A denúncia questiona a respeito da execução e fiscalização dos serviços. Além disso, também consta que foram gastos, entre 2017 e 2018, cerca de  R$ 400 mil com o pagamento do trabalho terceirizado.

De acordo com o prefeito, os serviços foram prestados pela empresa a várias secretarias e não apenas para a Secretaria de Infraestrutura. O prefeito também alega trabalhar com seriedade e responsabilidade. “Acompanhamos o pedido dessa comissão processante, sabemos que é preciso fazer a defesa, coisa que não é difícil porque os serviços foram prestados para a nossa população através da empresa que venceu o processo licitatório. Se vendeu uma ideia de que os serviços foram prestados apenas para a Secretaria de Infraestrutura e não foi só isso, várias secretarias precisaram dos serviços”, explicou Dorini um dia após a confirmação da implantação da comissão.

Na sessão desta quarta-feira (06) o presidente da Comissão de Investigação, vereador Bruno Michel Favero, destacou que foi sorteado na comissão investigativa e nomeado presidente pelos vereadores Lucas Dorini e Valmor de Vargas, que também integram a comissão.

“Nós temos que ter serenidade e seriedade neste momento. Fazer um trabalho correto que a população espera”, frisou. Agora intimado, o prefeito tem dez dias para apresentar a defesa ao Legislativo. Depois disso, a Comissão tem 5 dias para se manifestar.

“Seguiremos com rigor o que prevê a legislação, inclusive, solicitamos, informalmente, ao presidente da Casa, que contrate uma assessoria externa para auxiliar neste trabalho, para não cometermos injustiça defendendo ou acusando injustamente. Vamos seguir todos os trâmites legais e fazer o julgamento correto desse processo político-administrativo”, reiterou Favero.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.