Em gravação, Onyx afirma que governo deu ‘uma trava’ na Petrobras

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, fala à imprensa, no Palácio do Planalto.

Brasília – Em uma gravação de áudio, enviada a um caminhoneiro e divulgada ontem, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirma que o governo deu “uma trava na Petrobras”. Ele fez referência ao modelo de reajuste dos combustíveis, que, de acordo com ele, deve ter o tempo mínimo de mudanças de 15 dias.

O Executivo também cria ações para tentar impedir uma greve por parte da categoria, que se mobiliza em todo o país e marcou uma paralisação para o dia 29 deste mês. O áudio foi divulgado pelo site da revista Veja e viralizou em conversas trocadas em grupos de caminhoneiros. “Já demos uma trava na Petrobras. Qualquer modificação de preço, no mínimo entre 15 e 30 dias, não pode ter menos que isso”, diz. A conversa teria sido com o caminhoneiro Marconi França. A Casa Civil não se manifestou sobre o caso.
De acordo com o profissional, o áudio foi enviado pelo ministro no dia 27 de março, um dia depois de a Petrobras anunciar que havia definido um tempo mínimo para reajuste do diesel. Com essa, já são duas as vezes em que o governo interfere na política de preços da estatal de petróleo, o que levantou a insegurança do mercado e derrubou as ações da estatal no Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo.
Além do combustível, Onyx também diz, na gravação, que o governo está atuando em relação à fiscalização eletrônica nas estradas. “Por outro lado, nós também estamos resolvendo aquela questão dos postos e nós vamos pra cima da fiscalização, tá?”, completa o ministro. O presidente Jair Bolsonaro anunciou que não seriam renovados contratos e realizadas novas licitações para instalação de pardais nas rodovias. Essa medida foi barrada, em caráter liminar (provisório), pela Justiça. As informações são do Correio Braziliense.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.