Em maioria, oposição cede presidência da CCJ na Câmara para vereador Bruno Favero

Capinzal – A primeira sessão deste ano na Câmara de Vereadores de Capinzal teve em pauta sete indicações, dois pedidos de informações, um requerimento, dois projetos de lei legislativo. De acordo com o presidente Renato Markus também foi feito um agradecimento e apresentação dos funcionários. “A Câmara tem que mostrar agilidade, comprometimento com a população que deu respaldo para estarmos aqui, agradecer a imprensa que mostra as ações dos comandados pela população”, comentou.

Ainda no período da tarde foram definidas as comissões responsáveis pelos pareceres dos projetos que são votados em plenário. Houve consenso na formação das comissões, ficando assim formadas:

Comissão de Constituição e Justiça: Bruno Michel Favero (Presidente), Kelvis Borges e Carlos Adriano Zocoli. Suplente: Lucas Dorini.

Comissão de Orçamento: Alcidir Coronetti, Rafael Tonial e Valmor de Vargas.

Comissão de Agricultura: Valmor de Vargas, Bruno Michel Favero e Gilmar Junior da Silveira.

A surpresa ficou em relação à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Considera uma das mais importantes no Poder Legislativo, a presidência dela foi cedida pela bancada de oposição, que possui a maioria, ao vereador da situação Bruno Michel Favero.

“Num ato de nobreza nosso, um pedido do Bruno, que quer ser o presidente da CCJ, a gente vai ceder para ele, teríamos voto para estar nas nossas mãos, até eu era o indicado para ser o presidente, para que a gente possa unir cada vez mais esta Casa em prol da população de Capinzal”, disse o vereador Kelvis Borges.

Kelvis ainda fez algumas cobranças em relação à Saúde. “Estamos na metade do mandato e o município precisa acordar para algumas questões. Em alguns setores a sensação é de abandono. Por exemplo, programas preventivos onde se faz economiza e se dá saúde para a população. Temos dois postos de saúde prontos que não foram inaugurados até o momento e, agora, soubemos que vai ser alugado o antigo hospital no centro para se fazer um grande posto de saúde, sendo que temos dois fechados. Contribuímos também, destinamos R$ 100 mil da bancada do PP para a Secretaria de Saúde. Cobramos sim para que melhore para a população. A Saúde está andando em função dos funcionários efetivos e o município precisa acordar”, afirmou.

A sessão teve a presença do presidente da União dos Vereadores do Estado de Santa Catarina (UVESC), Adelar José Provenci, o Kiko, vereador em Herval d’ Oeste. Ele disse que sua presença foi no intuito de prestigiar a sessão e firmar a parceria entre o Legislativo e a entidade representativa dos vereadores no Estado. “É a primeira vez que a UVESC tem um vereador do Meio-Oeste como presidente e ela preza pelo fortalecimento do vereador e do Poder Legislativo porque o vereador é o verdadeiro representante do povo”, avaliou. A próxima sessão será no dia 12 de fevereiro, a partir das 20h.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.