Em reunião na FIESC, Procurador-Geral de Justiça defende aproximação com a iniciativa privada e desenvolvimento sustentável de SC

Seguindo a proposta de ampliar o diálogo com a iniciativa privada, o Procurador-Geral de Justiça, Fernando da Silva Comin, falou para empresários catarinenses em reunião de diretoria da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), que ocorreu na manhã de sexta-feira (26), na sede da Federação. O convite foi feito pelo próprio presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, durante reunião institucional ocorrida na última quarta-feira (24). O posicionamento abre um novo período de relacionamento entre as entidades.

O presidente da FIESC enfatizou que o processo de diálogo entre as instituições já está em andamento. “É extremamente importante essa aproximação. Tenha aqui nesse conselho parceiros que podem ajudá-lo na defesa dos interesses de Santa Catarina”, afirmou Aguiar na reunião de diretoria da Federação nesta sexta-feira, logo após a apresentação do Procurador-Geral de Justiça.

Durante a apresentação, o Procurador-Geral de Justiça destacou que ¿uma das principais inovações do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) é intensificar a relação com a indústria e com o comércio, com o segmento privado de uma maneira geral.”

O chefe do MPSC ressaltou, ainda, que a presença de um Procurador-Geral de Justiça em uma reunião de conselho de representantes da indústria já representa um grande avanço. “É um gesto, de ambas as instituições, de diálogo, de construção, de soluções compartilhadas e colaborativas e um ambiente em que precisamos fortalecer a indústria para manter o crescimento do Estado”, destacou Comin.

Durante a conversa com os empresários, o Procurador-Geral de Justiça enfatizou maneiras como a entidade pode contribuir com o progresso e o desenvolvimento econômico catarinense. “O Ministério Público, muitas vezes visto somente como órgão de controle e repressão, exerce papel importante na construção de políticas públicas. Propomos uma reflexão para iniciarmos esse novo modelo de relacionamento a partir de ações concretas já desenvolvidas pelo MP que contribuem com a indústria, a economia e a melhora dos indicadores sociais”, frisou, citando o fortalecimento de um ecossistema econômico sustentável e competitivo, das políticas de compliance, das infraestruturas logísticas e da formação de um ambiente de segurança jurídica como frentes a serem desenvolvidas em conjunto entre iniciativa privada e MPSC.

Comin relembrou ainda de dados apresentados pelo Presidente da FIESC durante a reunião institucional ocorrida na última quarta-feira (24). “Tivemos acesso a informações muito relevantes sobre a realidade da economia catarinense. E isso é muito importante para o MPSC porque os Promotores de Justiça precisam saber o que é a indústria catarinense, quais são as dificuldades enfrentadas e quais os processos importantes que devemos acompanhar”, disse.

Nesta segunda-feira (29), o Procurador-Geral de Justiça participa da reunião de conselho de representantes da Fecomércio, que ocorre no SESC Cacupé, a partir das 14 horas. (Ascom MP/SC)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.