Em SC quase 65 mil títulos eleitorais são cancelados

A Justiça Eleitoral cancelou 64.651 títulos em Santa Catarina por ausência nos três últimos pleitos, conforme dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Cada turno é contabilizado como uma eleição, assim como as eleições suplementares.

No estado, as cidades com maior quantidade de títulos cancelados foram Florianópolis (7.992), Joinville (7.938), Blumenau (4.638), Criciúma (3.348) e São José (2.769).

Para o eleitor saber se consta dessa relação, é preciso consultar a situação no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na área de “Serviços ao Eleitor – Situação eleitoral – consulta por nome ou título” ou ir a um cartório eleitoral com um documento de identificação com foto.

Para regularização, é preciso pagar uma multa e ir até o cartório eleitoral com documento de identificação oficial original com foto, comprovante de residência e o título, caso ainda o tenha.

O eleitor que teve o documento cancelado poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e fazer empréstimos em estabelecimento de crédito mantido pelo governo.

Outras dificuldades são para inscrição, investidura e nomeação em concurso público; renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; e obtenção de certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas às quais estiver subordinado, entre outras.

Brasil

Em todo o país, foram cancelados 2.486.495 títulos: 1.247.066 na região Sudeste; 412.652 no Nordeste; 292.656 no Sul; 252.108 no Norte; 207.213 no Centro-Oeste; e 74.800 de eleitores que vivem no exterior.

O estado com maior número de cancelados foi São Paulo (674.500). Em segundo lugar, Rio de Janeiro (299.121), em terceiro Minas Gerais (226.761), em quarto Rio Grande do Sul (120.190), em quinto Paraná (107.815) e Goiás em sexto lugar (96.813).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.