Enchimento de PCH Barra do Leão leva empresário a ingressar com ação devido à paralisação das atividades

Barra do Leão – O empresário Adair Amalcabúrio, proprietário da Moageira Leonense no Distrito da Barra do Leão, interior de Campos Novos, ingressou com uma ação judicial para que empresa responsável pela Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Barra do leão mantenha as comportas abertas e, desta forma, o nível normal do Rio Leão.

O impasse foi gerado após o fechamento das comportas da PCH, fator que gerou preocupação de moradores do distrito. Em contato com a reportagem, Amalcabúrio disse que as atividades de sua empresa foram diretamente afetadas pelo enchimento da barragem.

“Eu tenho 1,6 km de canal abaixo do nível da barragem, tiraram a água de sua rota. Fecharam as comportas e hoje que está no nível mais baixo, ficou ainda mais baixo. Minha empresa parou”, resume.

A ação de antecipação de tutela foi ingressada no fórum da comarca de Campos Novos pelo advogado Marcelo Barison, que representa o empresário. O pedido será analisado nas próximas horas e, caso seja concedido, haverá um prazo de 15 dias para o ingresso da ação principal solicitando que a Três Leões Participações S/A realize um estudo demonstrativo de viabilidade de funcionamento da moageira com o nível de água que restará no rio.

Uma ação indenizatória por perdas, danos e lucros cessantes pode eventualmente ser ingressada devido à paralisação das atividades. A Polícia Militar chegou a ser acionada para garantir a segurança do local.

A PCH Barra do Leão, que pertence a Três Leões Participações S/A, começou a ser implantada em setembro de 2015. O empreendimento está a cerca de quatro quilômetros do Balneário Termas Leonense e investimento de aproximadamente R$ 15 milhões.

A capacidade de produção será de 3.570 KW de potência instalada e 3.410 kW de potência líquida, a qual será compartilhada com a PCH Santo Expedito e PCH Spessatto, com 17 km de extensão, até subestação de Herval D’Oeste, sob responsabilidade da Celesc Distribuição S.A.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here