Estelionatário que se passava por genro do deputado federal João Rodrigues é preso em Goiás

Thales Cansio Carvalho,  conhecido como Thalez Ferraz, foi preso nesta quinta-feira (06) pela Polícia Civil de Goiás, suspeito de aplicar diversos golpes no estado. Ele também teria feito vítimas no Pará e em Santa Catarina.  Entre os golpes, estão operações que envolvem compra de imóveis de luxo, veículos, embriões de gado e até mesmo um avião.  Investigações também acontecem nos outros dois estados. 

De acordo com o delegado Alessandro Tadeu, que é responsável pela investigação em Goiás,  Thales se envolvia com pessoas influentes na sociedade e, inclusive, dizia-se genro do deputado Federal João Rodrigues.

De acordo com o Deputado João Rodrigues, o estelionatário passou um período de cerca de 60 dias em Chapecó, no ano passado, e inseriu-se no convívio da família e amigos. “Era um cara encantador, que nós tratamos como um amigo pessoal”, disse o deputado.

Para atrair o deputado, Thales mostrou vídeos onde estava com Zezé Di Camargo e Luciano, com o diretor do Bradesco e outras pessoas de influência. “Ele era um guri que influenciava muito. Eu conheci ele através de um grupo de deputados, ele me mostrou vídeos dos artistas me mandando abraços, falava ser amigo de diretores do Bradesco.”

Ele também tornou-se amigo de Eduardo Costa, com quem tentou fechar negócio de compra de uma casa de R$ 5 milhões, quando foi descoberto.

Na tarde de ontem, quinta-feira (06), Tales foi levado da 8ª Delegacia Distrital de Goiânia para o Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Ele responderá por estelionato e induzimento à suicídio, já que teria orientado uma das vítimas de seus golpes, para a qual deu um prejuízo de cerca de R$500,000, a pular de um prédio

Ainda conforme João Rodrigues, ele próprio havia feito uma negociação com Thales. Trata-se da compra de bois, avaliados em cerca de R$ 70.000,00, e não imaginava tratar-se de um golpista. Após descobrir a farsa, o valor teria sido ressarcido.

O deputado salienta que, em Chapecó, o homem não aplicou nenhum golpe porque a farsa foi descoberta a tempo. “Ele foi vender boi vivo pra Santa Catarina e eu sabia que aqui não entra boi vivo, aí descobrimos tudo’, finaliza Rodrigues. A investigação visa agora localizar outras vítimas do estelionatário.

No fim da manhã desta sexta-feira (7) através da Assessoria de Imprensa, o Deputado João Rodrigues manifestou-se através de uma nota.

Deputado federal João Rodrigues (PSD) lamenta ter sido vítima de um estelionatário do Estado de Goiás e ter seu nome usado indevidamente em Goiás. Tales Cansio Carvalho, ou Thales Ferraz como se apresentava, dizia ser genro do deputado João Rodrigues ou sócio de artistas famosos para poder aplicar golpes de estelionato. O último golpe aplicado foi à tentativa de compra de uma casa do cantor Eduardo Costa.

O deputado João Rodrigues lamenta ter o seu nome e de sua família envolvida. Ele reafirma que nunca teve essa ligação com Thales Ferraz (Tales Cansio Carvalho) e que muito menos esse rapaz foi seu genro. O deputado chegou a ser sócio com Thales em produção de embriões de gado em Chapecó, mas logo observado o comportamento duvidoso, a parceria foi encerrada em agosto do ano passado.

O deputado ressalta que houve uma ligação de amizade pela forma enganosa como Thales se apresentou em Chapecó. Ele veio com muitas referências para Santa Catarina. Assim como o deputado, tantos outros foram vítimas deste estelionatário. Por sorte, em Chapecó, não houve lesão ou danos financeiros as pessoas do município e região. A única vítima foi o próprio deputado que parabeniza a Polícia de Goiás por deter esse estelionatário e espera que Thales pague pelos seus crimes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.