Evento esportivo regional de Paintball foi destaque no final de semana em Joaçaba

Aconteceu no final de semana (10 e 11), no Autódromo Cavalo de Aço na cidade de Joaçaba um evento esportivo de Paintball, intitulado “D-Day Operação Overlord” promovido pela equipe Tombstone Paintball Team, de Joaçaba.

O evento reuniu mais de 70 participantes, dentre eles representantes das cidades de Joaçaba, Capinzal, Ouro, Joinville, Blumenau, Timbó, Peritiba, São José e Dois Vizinhos-PR, com destaque para e participação de representantes do Exército, Tenente Genésio Perini, da  Aeronáutica Soldado da primeira classe Luiz Paulo Blasi Martins e da Marinha Subtenente Jorge Costa.

050

Essa prática esportiva que vem se popularizando em nossa região é bastante conhecida na região litorânea. A equipe de Joaçaba Tombstone Paintball estreou o evento com bastante entusiasmo já que foi o primeiro a ser realizado nessa categoria.

De acordo com um dos integrantes da equipe Hyago Padilha “Nossa equipe terminou o evento com a sensação de dever cumprido, atendemos a todos os requisitos e conseguimos agradar um grande número de participantes e pretendemos realizar o evento todos os anos” disse.

O evento tem como principal objetivo promover o bem estar e a saúde física dos participantes preservando o militarismo e o civismo. Outro destaque que a equipe ressaltou foi a grande participação feminina no esporte, tendo como um dos homenageados destaque, a representante da cidade de Joinville Micheli de Melo.

Por não se tratar de uma competição, a equipe Tombstone Paintball homenageou com troféus de participação os atletas que mais se destacaram no evento.

O que é Paintball

Surgiu nos EUA no final da década de 70, anteriormente era utilizado para marcar árvores para corte e gado para abate, os militares aperfeiçoaram os equipamentos e iniciaram treinamentos bélicos. A partir de então, os civis descobriram que esta grande brincadeira poderia ser transformada em esporte.

Hoje é um esporte de ação, estratégia e equipe, onde dois times de lados opostos do campo, tem de capturar uma bandeira, se protegendo e tentando eliminar os adversários através de um marcador (arma) que atira bolinhas de gelatina e tinta solúvel em água e atóxica, um jogo ao mesmo tempo simples e radical, que segue regras além de muito divertido.

04 03 02

1 Comentário

  1. Obrigado Michel Teixera por sua reportagem, a qual nos ajuda a divulgar o trabalho e a seriedade dos envolvidos em mostrar o lado bom do esporte, forte abraço!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.