Figueirense vence a Chapecoense por 2×0 e é campeão do Catarinense

Na Arena Condá, o Figueirense se sagrou campeão do Catarinense ao vencer a dona da casa, Chapecoense, por 2 a 0, neste domingo, às 16h (de Brasília). Os gols da partida foram marcados por Gustavo Ferrareis, aos 13 minutos do primeiro tempo, e aos 40 da segunda etapa, por Maikon Leite, saído do banco.

A partida teve início melhor para o Figueirense, que culminou em belo gol do camisa 17 Ferrareis, mas a Chape buscou o equilíbrio e dominou a segunda etapa. No único lance de perigo do segundo tempo, o Figueira ampliou o placar com Maikon Leite, sacramentando o título.

O Furacão, segundo colocado na tabela geral em uma campanha com dez vitórias, seis empates e duas derrotas, é o maior vencedor da competição e agora soma 18 títulos, enquanto a Chape, bicampeã, deixou para trás o sonho do tri e do seu sétimo caneco. O Verdão do Oeste, apesar da melhor campanha e melhor saldo de gols, não conseguiu passar pelo rival.

Extracampo, a partida ficou marcada pela estreia do árbitro de vídeo no Campeonato Catarinense. Apenas em uma oportunidade ele foi acionado, sem polêmicas.

O JOGO

Com saída do Figueirense, a primeira chance aconteceu logo aos 2 minutos, com chute forte de Lazaroni de fora da área. Os primeiros instantes foram dominados pelos visitantes, que tiveram mais uma oportunidade com o camisa 28, que parou no goleiro Jandrei. Na primeira chance da Chape, aos 8 minutos, Wellington Paulista estava impedido.

Aos 13 minutos, Jandrei falhou e o Figueirense abriu o placar com chute de fora da área de Gustavo Ferrareis, de primeira. Minutos depois, Diego Renan cruzou na medida para André Luis, que cabeceou para fora. A resposta da Chape veio no lance seguinte, com chute de longa distância de Bruno Pacheco e defesa de Denis.

Para tentar correr atrás do prejuízo, a Chapecoense deixou alguns espaços na defesa e, aos 23, bom ataque do Figueira. Betinho cruzou, Renan Mota ajeitou e Jorge Henrique bateu de primeira, indo por cima do gol. Após a parada técnica para hidratação, boa chance para a Chape com cruzamento de Canteros para Guilherme, que cabeceou alto e obrigou Denis a fazer boa defesa.

Aos 36, nova defesa do goleiro após cobrança fechada de escanteio de Canteros. Apesar das muitas falhas de ambas as equipes, o Figueirense estava bem postado em campo e não permitiu o empate da Chape, que investia mais em lances de bola parada.

Na volta para a etapa complementar, a Chapecoense continuou pressionando. Aos 13, lançamento de Canteros para Apodi, toque para Guilherme e chute de primeira. No lance seguinte, mais uma defesa de Denis após belo lance de Wellington Paulista, que recebeu na entrada da área, dominou de peito e chutou rasteiro. Aos 18, o goleiro defendeu chute de Guilherme e, três minutos depois, Arthur, que entrou exatamente no lugar de Guilherme, mandou a bola na trave.

Aos 35 minutos, a Chape quase alcançou o empate com Canteros, em cobrança de falta que explodiu no travessão de Denis. No único lance de perigo para o Figueirense na segunda etapa, Maikon Leite, que entrou no lugar do autor do primeiro gol, Ferrareis, recebeu belo passe de André Luis e sacramentou a vitória para o Furacão. (ESPN)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.