Garoto fã da PM é surpreendido por policiais às vésperas de cirurgia em Chapecó

Chapecó – “Mamãe, eu quase chorei! Só não chorei porque estava com vergonha”, essa foi a frase do Diogo Izidoro Lanzini, de 7 anos, morador de Maravilha que recebeu a visita de seus ídolos, antes de ser internado para cirurgia em Chapecó.

Para acalmar o coração e dizer que vai dar tudo certo, policiais militares de Chapecó  receberam o pequeno Diogo no Hospital da Unimed na tarde desta terça-feira (11). Ele vai passar por uma cirurgia para retirada de um tumor da cabeça na manhã desta quarta-feira (11), às 9h.

No dia 8 de novembro de 2018, Diogo ganharia uma festinha com o tema da Polícia Militar (PM) e estava quase tudo pronto, mas precisou ser internado às pressas. Segundo a mãe de Diogo, Claudete Lanzini, o pequeno sofria muito de dores de cabeça e eles viviam em plantões médicos, e no dia 16 de outubro do ano passado foi internado, fez uma tomografia e a família descobriu que ele estava com um grande tumor no cerebelo e também tinha hidrocefalia.

Neste dia ele foi internado com urgência passou por uma cirurgia para retirada do tumor, mas não foi possível retirar tudo. Após isso, Diogo ficou muito sensível e com medo de procedimentos médicos. A família o levou para o psicólogo que começou a fazer sessões para tratar esse trauma

Claudete contou ao Diário do Iguaçu, que o psicólogo achou que fosse ajudar, se Diogo recebesse uma visita da Polícia Militar. A ideia é que os policiais conversassem com ele. “Eu então entrei em contato com um policial que passou o contato do sargento Atair que organizou a surpresa para o Diogo”, contou a mãe.

O sargento Atair José dos Santos contou ao Diário do Iguaçu que eles foram receber o Diogo na porta do Hospital como uma forma de motivar ele. “Entre em contato com o comando do batalhão, peguei quatro guarnições e esperamos ele na entrada. Lá fizemos homenagens, cantamos para ele e mostramos a viatura e o cachorro do Canil”, contou o sargento.

Diogo ainda ganhou um kit da Polícia Militar com camiseta e leão do Proerd e um carrinho da Polícia Militar. “A gente também conversou com ele. Todos nós abraçamos ele e dissemos que os policiais estão com ele e que estamos esperando ele aqui fora.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.