Governador Carlos Moisés admite a privatização da Celesc, revela jornal

Estado – O Conselho de Administração da Celesc Distribuição estará reunido nesta quinta-feira (12), às 14h, para deliberar sobre o projeto do presidente Cleicio Poleto e do novo governo de cancelamento da eleição do Diretor Comercial pelos empregados, experiência executada há três anos.

A nova Diretoria encomendou um parecer na Procuradoria Geral do Estado para anular a eleição do Diretor Antônio Linhares, mas na última reunião do Conselho a manifestação jurídica foi rejeitada. O conselheiro Leandro Nunes da Silva contestou o documento, entregando outro parecer, em sentido contrário, de advogado independente.

Nunes da Silva tem publicado boletins contra a pretensão do presidente Cleicio Poleto, enfatizando a legalidade da escolha do Diretor Comercial. A questão da privatização da Celesc ganhou novo capítulo com a posição do governador Carlos Moisés da Silva.

Nas redes sociais, indagado quando ele privatizaria a estatal, o governador respondeu:  “No momento certo. Fazer fora de hora desvaloriza o ativo”. (Informações apuradas pelo jornalista Moacir Pereira)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.