Governador se reúne com representantes de hospitais de todo o Estado

Estado – O governador Eduardo Pinho Moreira se reuniu com representantes de hospitais de todo o Estado na manhã desta sexta-feira, 27, na sede da Associação e Federação dos Hospitais de Santa Catarina (Ahesc e Fehoesc) e da Federação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado de Santa Catarina  (Fehosc), em Florianópolis. Esta foi a primeira visita de um governador ao local. Em agradecimento, a presidência das instituições homenageou Eduardo Moreira com uma placa que está exposta no auditório da sede.

O secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, também esteve presente e ressaltou o esforço para a regionalização da Saúde. A proposta, que já vem sendo desenvolvida na Secretaria de Estado da Saúde (SES) com o apoio do governador, é levar aos hospitais de Santa Catarina serviços que ainda não oferecem, reduzindo a chamada “ambulancioterapia”, que é a transferência de pacientes para os grandes centros em busca de especialidades médicas.

“Em São Miguel do Oeste, o governador já autorizou a instalação, a partir de julho, da oncologia no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, retirando as pessoas das estradas entre São Miguel do Oeste e Chapecó. Estamos trabalhando também para levar a oncologia para Rio do Sul e São Bento do Sul, por exemplo. É fazendo serviços em cada região do Estado que estamos melhorando a vida dos catarinenses”, ressaltou o secretário.

Gestão técnica e eficiente

O governador destacou a escolha feita com a atual gestão na saúde pública do Estado. Completando 45 anos de formação na área, o secretário tem experiência para entender as dificuldades crescentes dos hospitais. “Acélio Casagrande, além de um gestor qualificado, possui uma sólida influência em Brasília, o que é extremamente importante para obter recursos”, afirmou Eduardo Moreira.

O atual governo tem aplicado 14% do Orçamento do Estado em Saúde, o que resulta em R$ 230 milhões por ano. A ideia para 2019 é aumentar para 15%. Para isso, segundo o governador, um projeto foi encaminhado para a Assembleia Legislativa (Alesc). “Se os deputados aprovarem, a partir do ano que vem este percentual vai automaticamente para a Saúde”, disse.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.