Homem é condenada a 18 anos de reclusão por matar a mulher na presença da filha

O Conselho de Sentença entendeu que o homem julgado em júri popular nesta terça-feira (10), no Fórum Nereu Ramos, é culpado pela morte da companheira. O crime ocorreu em dezembro de 2017, em Lages, na presença da filha do casal, na época com dois anos de idade. Ele teria espancado a vítima até a morte, por asfixia, pois teve o pescoço quebrado. O homicídio foi duplamente qualificado, mediante a utilização do meio cruel e feminicídio. Ele deve cumprir a pena de 18 anos e oito meses de reclusão em regime inicial fechado.

O homem tinha uma união estável com a vítima fazia oito anos e, conforme denúncia feita pelo Ministério Público, nos últimos tempos passou a demonstrar comportamento violento em relação à companheira. O réu, hoje com 28 anos, estava preso desde outubro de 2018. Durante o processo, foram ouvidas 14 testemunhas. Quando interrogado pelo juiz Geraldo Corrêa Bastos, promotoria de justiça e defesa, durante a sessão, o homem negou as acusações. Ele pode recorrer da decisão junto ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina. (Núcleo de Comunicação Institucional)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.