Idoso entra com ação contra o Estado para realização de cirurgia no quadril

Capinzal – Um idoso, viúvo, que reside em Capinzal, está buscando na Justiça o direito de fazer uma cirurgia. Uma ação foi ingressada contra o Estado de Santa Catarina para a realização do tratamento médico-hospitalar.

Segundo os autos, o idoso há anos enfrenta problemas motores em decorrência de uma coxartrose (processo degenerativo de cartilagens que ocorre no quadril limitando os movimentos).

No dia 25 de setembro, não aguentando as fortes dores, o idoso foi consultar no hospital local, recebeu medicação e retornou para casa. Passado o efeito dos remédios as dores retornaram.

Em nova consulta no hospital, passou por raio-x que constatou a gravidade do problema. Após recomendação de ortopedista conseguiu consulta em hospital de Concórdia no dia 10 de outubro, onde permanece internado até o momento através do Sistema Único de Saúde (SUS). Para adiantar o procedimento, via particular, foi apresentado um custo ao idoso, porém, como se trata de uma pessoa carente, não dispõe de recursos financeiros para a cirurgia.

“Atente-se para o detalhe da indispensabilidade da realização de cirurgia atestado por diversos médicos, tanto os plantonistas quanto os especialistas. Tal procedimento administrativo é por demasiado moroso por ser considerado um “procedimento elitista” e o autor não consegue suportar a dor”, descreve parte do pedido dos advogados do idoso.

O Poder Judiciário de Capinzal indeferiu pedido de liminar, alegando a necessidade de maiores elementos para se verificar a presença ou não dos requisitos legais, mas também para antes ouvir o réu [Estado] antes da análise da liminar.

O magistrado requereu ainda mais informações a respeito da atual situação dos encaminhamentos relativos ao paciente, bem como a posição do idoso na lista de espera e a expectativa de tempo para a realização do procedimento cirúrgico indicado.

Diante disso o juiz adiou a análise do pedido de tutela de urgência solicitado pela defesa do idoso.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.