Incêndio em creche no Sul catarinense foi provocado por crianças e adolescente, segundo a Polícia Civil

Unidade infantil foi destruída pelas chamas no domingo, dia 27 (Foto: IGP)

Forquilhinha – As investigações da Polícia Civil sobre o incêndio que destruiu a creche Sonho Mágico neste domingo, dia 27, em Forquilhinha, no Sul de Santa Catarina, apontaram que três crianças e um adolescente atearam fogo na unidade.

Segundo a apuração policial, o incêndio teve a participação de crianças de cinco, nove e 11 anos de idade, além de um adolescente de 12 anos. Eles teriam incendiado a creche a fim de apagar eventuais digitais deixadas no dia anterior, sábado, dia 26, quando estiveram no local e reviraram a unidade.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o adolescente ateou fogo no local usando álcool em gel e fósforo. Já a criança de 10 anos colocou fogo nas cortinas. A polícia também informou que as crianças não estudavam na unidade.

Com o resultado das investigações, o adolescente responderá a ato infracional análogo ao crime de incêndio, enquanto as crianças serão encaminhadas para medidas de proteção.

A creche Sonho Mágico fica no bairro Cidade Alta, e atendia a 73 crianças de 0 a 3 anos de idade. Segundo a secretaria de educação da cidade, a administração municipal estuda a possibilidade de alugar um prédio ou adaptar o Centro Comunitário para receber os alunos.

Crianças e adolescentes queriam apagar as digitais (Foto: IGP)

Creche ficou destruída (Foto: IGP)
(Informações Diário Catarinense)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.