Janeiro marcado pelo calor extremo e temporais em SC

Estado – O ano começou com uma intensa onda de calor. Os valores de temperatura máxima foram frequentemente altas, típicas da estação mais quentes do ano. O calor foi crítico não somente durante as tardes, mas também no período noturno. Noites e madrugadas com valores altos, acima de 25°C, o que em outras épocas do ano, é o valor da temperatura máxima!

Na média, o janeiro foi marcado por temperatura acima dos valores normais. Nas regiões do Oeste e Meio Oeste, os valores ficaram entre 1,0 e 1,5°C acima da normalidade. Chapecó (28,8°C), Campos Novos (27,0°C) e Xanxerê (28,2°C). Cidades de referências com série histórica de mais de 30 anos de dados contínuos.

No Planalto Sul, a anomalia de temperatura máxima oscilou entre 1,5 e 3°C, sendo esse valor máximo registrado na estação meteorológica do Morro da Igreja (1,810 metros de altitude). Lages possui média mensal de 27,0°C e São Joaquim de 23°C.

No Planalto Norte, os valores acima da média, ficaram entre 1.3 a 2,1°C. Os municípios de referências são Porto União com média de 29,1°C e Irineópolis com 27,9°C.

No Vale do Itajaí, as anomalias variaram entre 1,0°C e 2,7°C (destaque a maior anomalia de temperatura máxima em Indaial). A média mensal do município é de 30,4°C.

No dia 03/01, em Florianópolis, a temperatura máxima de 39,0°C, na tarde do dia 03/01, definiu o novo recorde de janeiro para a estação meteorológica automática instalada em 1995 (bairro do Itacorubi). O recorde anterior nessa estação era de 37,0°C registrado em 27/01/2007, permanecendo o recorde absoluto em 40°C registrado em 04/02/2010. Em São José, o registro neste mesmo dia foi de 39,7°C, com quebra de recorde também.

A região mais quente durante este janeiro foi sem dúvida o litoral de Santa Catarina com anomalias positivas de temperatura do ar máxima em torno de 3°C em média. Em Urussanga, no litoral Sul do Estado, a média da máxima é de 30,9°C. São Francisco do Sul, no Litoral Norte, tem média mensal de 28,4°C e a Capital de 30,9°C.

A maior temperatura registrada no mês foi 41,3°C em Massaranduba, no Vale do Itajaí. Outras localidades, especialmente as do Litoral, registraram temperatura altas com máxima acima de 40°C por vários dias seguidos.

Ressalta-se que esses valores possuem média climatológica (Epagri/Ciram) e (Inmet) excelente para esta latitude, com no mínimo 30 anos de dados contínuos, oficias e dentro do Padrão recomendado pela Organização Meteorológica Mundial (OMM). Alguns dados podem ser acessados na ampla rede de estações meteorológica da Epagri/Ciram.

Os temporais também marcaram o janeiro de 2019, por vezes com chuva de intensidade moderada a forte, com descargas elétricas (raios) , além da queda de granizo e ventania forte. O principal episódio do mês foi na região da Grande Florianópolis no dia 24. A chuva persistente trouxe muitos transtornos para alguns municípios do Litoral Norte, e especialmente da Grande Florianópolis, onde o acumulado chegou a 217 mm em poucas horas. Isso significa que choveu em um bairro de Florianópolis (centro) mais do que o esperado para o mês inteiro (em torno de 200 mm).

Essa chuva ocorreu devido ao deslocamento de uma frente fria pelo Litoral de SC, associada a circulação marítima (transporte de umidade do mar para o continente) e a temperatura da superfície do mar elevada (entre 27°C e 29°C).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.