Juiz decreta prisão preventiva ao homem que ateou fogo a própria casa em Ouro

O homem suspeito de atear fogo na própria casa, na Linha São Paulo, interior de Ouro, no último domingo (05), está no Presídio Regional de Joaçaba. A ação teria sido motivada por um desentendimento entre o proprietário e os inquilinos, um casal de 43 e 50 anos, que estava na casa no momento do ocorrido.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar as chamas e os envolvidos foram levados para a Central Regional de Polícia de Joaçaba. Os policiais militares apreenderam uma arma de fabricação artesanal (calibre 22), uma faca, um facão e um machado na casa do suspeito.

O delegado determinou o auto de prisão em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, mas depois de ouvir as vítimas, foi qualificado o crime por tentativa de homicídio. O juiz, Dr. Rui César Lopes Peiter, analisou os depoimentos e, converteu a prisão em flagrante em preventiva.

Na tarde desta segunda-feira (06), o policial Neuri Clovis Petry, responsável pelo expediente na Delegacia de Polícia Civil de Ouro, e os agentes do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Campos Novos coletaram dados no local do ocorrido que vão ser anexados ao inquérito. A Polícia Civil tem 10 dias para concluir o procedimento e enviá-lo ao Ministério Público.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.