Justiça bloqueia apartamentos de Neymar, em SC; jogador acerta volta ao Barcelona

Estado – Três apartamentos de luxo em Itapema, no litoral de Santa Catarina, estão entre os 36 imóveis de Neymar que foram bloqueados pela Justiça. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo, nesta segunda-feira (17).

O primeiro foi adquirido em 2013 por R$ 1,4 milhão e possui 470 m² de área privativa. Os outros dois, de tamanhos semelhantes, foram comprados em 2016 por R$ 2,4 milhões cada um.

Segundo a reportagem, os bloqueios impedem que os bens sejam negociados, mas não que sejam utilizados. O processo que levou ao bloqueio é por conta de uma ação de sonegação fiscal na transferência do jogador, do Santos ao Barcelona. Ao todo, foram 40 milhões de euros.

A tributação foi de 17%, como pessoa jurídica. Mas a Justiça entende que o correto teria sido recolher 27,5%, como pessoa física.

Retorno ao Barcelona

Depois de dois anos no Paris Saint-Germain, Neymar está perto de voltar ao Barcelona. O clube catalão mantém conversas com o estafe do craque em busca de um retorno. Nesta segunda-feira (17), o portal GloboEsporte.com ouviu fontes que confirmaram que a negociação está bem encaminhada e que existe a possibilidade de ser concretizada na próxima janela de transferências, que abre em julho.

A forma do negócio está sendo discutida. A ideia é que o Barcelona pague em torno de 100 milhões de euros ao PSG e ceda mais alguns jogadores. Os nomes mais fortes neste momento são Umtiti, Dembélé e Rakitic.

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, tomou as rédeas da negociação. Apesar de Neymar ter saído brigado do Barcelona, em 2017, o mandatário blaugrana gostaria de ver o antigo camisa 11 novamente no clube.

Neymar tem contrato com o PSG até o meio de 2022. Diferentemente do que aconteceu há dois anos, quando o clube francês pagou a multa rescisória de 222 milhões de euros para tirá-lo do Barcelona, desta vez não há multa rescisória. Ou seja, o desejo do camisa 10 da Seleção não será suficiente para que ele deixe Paris.

Mas o PSG, por sua vez, já admite internamente negociar Neymar, como já havia noticiado o jornal francês “L’Equipe”, desde que chegue uma proposta que a diretoria considere interessante. O presidente Nasser Al Khelaifi disse à revista “France Football” que não quer mais comportamento de celebridades no clube e depois falou especificamente do brasileiro ao ser questionado.

“Quero jogadores dispostos a dar tudo para defender a honra da camisa e participar do projeto do clube. Aqueles que não querem, ou não entendem, nós vemos e conversamos uns com os outros. É claro que há contratos a serem respeitados, mas a prioridade agora é a total adesão ao nosso projeto” disse o presidente do Paris.

“Ninguém obrigou Neymar a assinar conosco. Ninguém o forçou. Ele veio conscientemente para participar de um projeto” completou.

A volta de Neymar ao Barcelona é um desejo do elenco catalão. O craque é muito amigo da maioria dos jogadores, principalmente Messi, Suárez e Piqué. Ele próprio também vê com bons olhos essa possibilidade. A passagem do brasileiro por Paris não está sendo como ele esperava. Somente títulos franceses, lesões complicadas e por último o escândalo no qual é acusado de estupro pela modelo Najila Trindade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.