Justiça determina prosseguimento do processo envolvendo acusado de roubo no centro de Capinzal

Capinzal – A Justiça de Capinzal não acatou pedido de absolvição sumária e determinou o prosseguimento do processo de um homem acusado da suposta prática de roubo. J. de A. de M. foi denunciado pelo Ministério Público como o eventual autor do crime.

A defesa do réu apresentou defesa prévia e pleiteou a absolvição do acusado. O MP manifestou-se pelo prosseguimento do processo e o juiz Daniel Radünz magistrado decidiu pela continuidade da instrução processual e designou audiência para maio do ano que vem.

Segundo os autos, J. de A. de M., natural de Campos Novos, à época com 23 anos, teria cometido o crime por volta da 0h15min do dia 25 de janeiro de 2015 em frente à loja Pague Menos no centro de Capinzal.

O suspeito, portando arma de fogo, ameaçou um casal e levou uma caminhonete Toyota Hilux, uma carteira de couro e R$ 100 em espécie, do homem, e R$ 600 em espécie e um celular da mulher.

A investigação da polícia levou ao acusado. O veículo foi recuperado. J. de A. de M foi denunciado por roubo e está, atualmente, recolhido à Unidade Prisional Avançada (UPA) de Videira.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.