Justiça liberta homem que cultivava pés de maconha em Capinzal

Capinzal – O juiz Daniel Radünz libertou o homem de 33 anos flagrado pela Polícia Civil cultivando dezenas de pés de maconha na residência onde mora no loteamento São Luiz em Capinzal.

A decisão foi proferida pelo magistrado nesta quinta-feira (23), contrária ao parecer do Ministério Público que havia se manifestado pelo indeferimento do pedido de revogação da prisão preventiva do acusado que é natural de São Paulo. O réu estava recolhido ao presídio regional de Joaçaba.

“Denota-se, por outro lado, que a única condenação criminal do acusado data de mais de nove anos atrás e que ele aparentemente possui trabalho lícito e residência fixa nesta Comarca, conforme demonstra nas declarações apresentadas. Ademais, a plantação ilegal foi completamente destruída, o que também atenua a possibilidade de reiteração criminosa, sobretudo considerando que, agora, a residência do acusado já é conhecida dos meios policiais, sendo no mínimo improvável que o ilícito torne a ocorrer, ao menos naquele mesmo local”, anotou o magistrado.

A revogação da prisão preventiva foi condicionada pela Justiça mediante ao regular comparecimento do réu ao fórum local.

Na casa também estava um jovem de 25 anos, natural de Joaçaba. No veículo dele os policiais encontraram uma pequena quantidade de maconha dentro de um pote de vidro, papéis de seda, um cigarro de maconha, isqueiro e um colírio. O rapaz disse aos policiais que a droga era para consumo e que estaria tratando de uma demanda judicial. Ele responde a um termo circunstanciado por posse de entorpecente.

Entenda o caso

Por volta das 19h do dia 09 de março agentes do Setor de Investigação Criminal (SIC) da Polícia Civil de Capinzal foram ao local e constataram haver uma plantação de maconha. No imóvel foram encontrados o morador de 33 anos e o rapaz de 25 anos. Posteriormente uma jovem de 18 anos, irmã do acusado, que também reside no imóvel chegou à residência. Ela também foi conduzida à delegacia para prestar esclarecimentos e foi liberada

A ação foi realizada no bairro São Luiz após várias denúncias anônimas. Os pés da droga atingiam grande porte. Todo o entorpecente foi recolhido e encaminhado juntamente com os suspeitos para os procedimentos na delegacia de polícia. O morador de 33 anos foi atuado pelo delegado José Sérgio Castilho por tráfico de drogas e, agora, responde ao processo em liberdade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.